Espanha/Economia

Moody’s rebaixa nota de dívida soberana da Espanha

A agência de classificação Moody's rebaixou a nota soberana da Espanha
A agência de classificação Moody's rebaixou a nota soberana da Espanha Reuters

A agência de notação financeira Moodys rebaixou nesta quinta-feira a nota da dívida soberana da Espanha para Aa2 e alertou que novas degradações podem vir pela frente. A Moody's justificou a medida pelo fato de que os ajustes no setor bancário espanhol vao custar mais caro do que o previsto e que podem agravar o endividamento do país.

Publicidade

Segundo a agência, o projeto de reestruturação dos bancos em dificuldades deverá custar entre 40 e 50 bilhões de euros, ou seja, mais que o dobro anunciado por Madri.

"A Moody’s acredita que existe um risco considerável que os custos dos esforços de capitalização ultrapassem consideravelmente as projeções atuais do governo", escreveu a agência em um comunicado.

A agência de notação afirmou ainda que há muita preocupação em relação à capacidade do governo espanhol de recuperar suas finanças principalmente devido às poucas perspectivas econômicas do país no curto e médio prazos.

O tesouro espanhol diz ter ficado surpreso com o anúncio da revisão da nota da Espanha pouco antes da divulgação dos valores de recapitalização dos bancos. Autoridades espanholas estimam que a Moody’s não levou em conta o pacto de reformas sociais que,  segundo o governo, garantiu a estabilidade das contas públicas.

A ministra da economia espanhola Elena Salgado diz que não concorda com a avaliação da Moody's e garantiu  que a reestruturação do setor bancário custará menos que o previsto pela agência. A ministra mantém a perspectiva de gastos em torno de 20 bilhões de euros, valor considerado muito otimista pelo mercado.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI