Economia

Novo dia de turbulência nas bolsas mundiais

A bolsa de Tóquio fechou em forte queda nesta sexta-feira, 5 de agosto de 2011.
A bolsa de Tóquio fechou em forte queda nesta sexta-feira, 5 de agosto de 2011. REUTERS/Issei Kato
Texto por: RFI
2 min

Os discursos e ações de autoridades europeias não conseguem tranquilizar os mercados e as principais bolsas do continente voltaram a abrir em forte queda nesta sexta-feira. A tensão vai, sem dúvida, permanecer ao longo do dia. Os investidores temem uma nova crise econômica mundial.

Publicidade

O índice parisiense, que perdeu ontem quase 4%, abriu hoje em queda de 2,74%, Londres em menos 2,73% e Frankfurt menos 2,21%. A exemplo da bolsa de Tóquio, que perdeu 3,72%, as outras bolsas asiáticas também fecharam no vermelho hoje.

E a turbulência nos mercados deve continuar durante todo o dia por causa da grande expectativa com a publicação da taxa de desemprego nos Estados Unidos, prevista para esta sexta-feira. Ha uma semana os mercados vivem uma onda de pânico, provocada pelos sinais de fragilidade da economia americana e o medo de contagio da crise da divida da zona do euro a Espanha e Itália.

A decisão do Banco Central Europeu de comprar títulos das dividas soberanas de países europeus, anunciada ontem, não acalma os investidores. Esta manhã, os prêmios de risco das dívidas da Espanha e Itália atingem o maior nível histórico.

O presidente francês Nicolas Sarkozy, que conversou na quinta-feira com o presidente da BCE sobre a situação na zona do euro, deve discutir a crise nesta sexta-feira, pelo telefone, com a chanceler alemã, Angela Merkel, e com o primeiro-ministro espanhol, José Luis Rodriguez Zapatero.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI