China/Leste Europeu

China propõe US$10,5 bilhões em cooperação com leste europeu

O premiê polonês, Donald Tusk, dá as boas vindas ao colega chinês, Wen Jiabao, nesta quinta-feira em Varsóvia.
O premiê polonês, Donald Tusk, dá as boas vindas ao colega chinês, Wen Jiabao, nesta quinta-feira em Varsóvia. REUTERS/Peter Andrews

O primeiro-ministro chinês, Wen Jiabao, anunciou nesta quinta-feira, em Varsóvia, Polônia, um total de US$10,5 bilhões (mais de R$ 19 bilhões) sob forma de linhas de crédito e de um fundo de investimentos para projetos de cooperação com países da Europa central e do leste. A região vem apresentado um forte crescimento econômico.

Publicidade

Pequim vai apoiar com a linha de crédito especial vários projetos de infraestrutura, novas tecnologias e economia verde, afirmou Wen Jiabao durante um fórum econômico reunindo China e países do Leste e da Europa Central. Ele anunciou também a criação de um fundo sino-centro-europeu para promover investimentos em países do antigo bloco comunista.

“Nosso objetivo é de juntar, num primeiro tempo, 500 bilhões de dólares”, declarou Wen, concluindo uma visita de dois dias na Polônia, última etapa de um giro europeu que passou pela Islândia, Alemanha e Suécia.

Esses anúncios marcam uma virada na estratégia da China na região. Os investimentos de Pequim foram modestos no período 2004-2010, de cerca de 1,5 bilhão de reais, segundo dados do Instituto de Desenvolvimento da Europa Central e do Leste.

Enquanto os investimentos chineses inquietam os países da zona do euro, que enfrentam grave crise da dívida, os vizinhos do leste, integrantes ou não da União Europeia, estendem o tapete vermelho para a iniciativa chinesa.

O encontro em Varsóvia teve a participação de 16 líderes da região, além de 450 empresas locais. Wen Jiabao veio acompanhado de representantes de 300 empresas chinesas.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI