França/economia

França lamenta perda do triplo A e mantém previsão de crescimento

Agência de notificação de risco Moodys rebaixa nota de confiança da França.
Agência de notificação de risco Moodys rebaixa nota de confiança da França. REUTERS/Mike Segar/Files

O ministro francês da Economia, Pierre Moscovici, lamentou a decisão da agência de classificação de riscos Moody’s de rebaixar a nota da França, mas manteve a previsão de crescimento do país de 0,8% em 2013, julgada otimista pela agência. Segundo ele, a Moody’s foi severa demais e sancionou a política econômica francesa dos últimos 10 anos, adotada pela direita francesa, ao invés de privilegiar os esforços e as medidas anunciadas pelo atual governo socialista para reduzir o déficit público.

Publicidade

A Moody's segue o caminho da Standard & Poor's, que já tinha tirado a nota máxima da França há dez meses. Do prestigioso triplo Aaa, a dívida pública de longo prazo francesa passou a ser cotada com a nota Aa1, com perspectiva negativa, o que significa que um novo rebaixamento poderá ocorrer a médio prazo se o país não cumprir uma agenda de reformas para dar mais solidez à sua economia.

O ministro da Economia e Finanças, Pierre Moscovici, considerou lógica a decisão da Moody's, anunciada nesta segunda-feira, acusando a inércia do governo do ex-presidente Nicolas Sarkozy pela situação atual. Moscovici afirmou que a sanção da Moody's vai servir como um incentivo para o governo socialista aprofundar as reformas destinadas a reforçar a competitividade francesa, aumentando o potencial de crescimento e emprego no país.

A França escapa, por enquanto, de uma sanção severa dos mercados financeiros depois que o país teve sua nota rebaixada pela Moody's. A bolsa de valores de Paris abriu em baixa, mas os empréstimos do Estado francês feitos pela emissão de títulos da dívida pública com vencimento em dez anos são negociados com juros de 2,1% contra 2,08% na véspera, antes do anúncio da agência.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI