Acesso ao principal conteúdo
França/União Europeia

França sedia cúpula europeia sobre emprego de jovens

Chegada do presidente francês, François Hollande para participar da reunião com os chefes de Estado e de Governo da União Europeia no Palácio do Eliseu neste 12 de novembro de 2013.
Chegada do presidente francês, François Hollande para participar da reunião com os chefes de Estado e de Governo da União Europeia no Palácio do Eliseu neste 12 de novembro de 2013. REUTERS/Fred Dufour/Pool
Texto por: RFI
3 min

A capital francesa recebe na tarde desta terça-feira quase todos os dirigentes europeus. Em pauta, a questão da alta do desemprego dos jovens que são os mais atingidos pela crise econômica. A iniciativa é do presidente francês François Hollande.  

Publicidade

Depois da reunião organizada pela chanceler alemã, Angela Merkel, em julho passado, desta vez é a França que lidera as discussões sobre o problema do desemprego crescente entre os jovens. O presidente da Comissão Europeia, José Manuel Barroso, o presidente da UE, Herman Van Rompuy, sindicalistas e representantes do BEI (Banco Europeu de Investimentos) também participam do encontro.

A Comissão Europeia afirmou que a taxa de desemprego nesse segmento da população é “inaceitável”. Segundo os dados oficiais, em setembro, 5,6 milhões de jovens europeus estavam desempregados. Ou seja, uma taxa média de 23,5%. O sul da Europa é a região com o pior desempenho. Na Espanha e na Grécia, os índices são superiores a 56% ante os 7% da Alemanha.

Um comunicado do governo da França afirma que o objetivo da reunião não é o de lançar novos instrumentos mas, sim, o de “assegurar que todos os meios [existentes] sejam empregados e que a boa vontade política dê resultados nos próximos dois anos”. Uma da principais medidas em discussão é o compromisso assumido pelos países-membros da União Europeia que nenhum jovem passe mais de quatro meses sem uma proposta de emprego ou de curso de qualificação profissional.

Até o final do ano, os países terão que apresentar um plano detalhado de aplicação dessa medida. A França informou que já enviou o documento na sexta-feira passada. Há seis meses, a Europa apresentou um pacote para dinamizar o mercado de trabalho dos mais jovens. No total, serão destinados 10 milhões de euros (R$ 30 milhões) por ano para as regiões do bloco mais atingidas. A França, que tem uma taxa de 25%, espera receber 10% desse valor.

 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.