Reino Unido/BC

Tombini diz em Londres que inflação no Brasil não passará de 5,7%

Alexandre Tombini, Presidente do Banco Central do Brasil.
Alexandre Tombini, Presidente do Banco Central do Brasil. REUTERS/Denis Balibouse

Depois de participar do Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça, na semana passada, o presidente do Banco Central do Brasil, Alexandre Tombini, esteve em Londres nesta segunda-feira (27). O chefe da autoridade monetária proferiu palestra na London School of Economics (LSE) e falou sobre o controle da inflação no Brasil.

Publicidade

Ulisses Neto, correspondente da RFI em Londres

Tombini ressaltou que a inflação para o consumidor acumulada nos últimos 12 meses deve ser confirmada em 5,7%. Dessa forma, a provável redução de um ponto percentual indica que as medidas tomadas têm surtido efeito, na avaliação dele.

Ele destacou que essa redução nos índices de inflação é relevante sobretudo por causa “da depreciação da moeda brasileira, de um mercado de trabalho muito forte e também do crescimento registrado nos preços dos alimentos.”

Tombini reafirmou o compromisso assumido pela presidente Dilma Rousseff em Davos com a política fiscal, o que foi bem-recebido pelos investidores estrangeiros.

“A fala da presidente em Davos alguns dias atrás incluiu o tema da política fiscal. E o que ela disse é que em breve será definido o objetivo para 2014. Esse objetivo será consistente com o endividamento brasileiro em relação ao tamanho da economia, para seguir em um caminho de queda”, garantiu.

O presidente do BC tem encontro com investidores na Bolsa de Valores de Londres, antes de retonar ao Brasil ainda nesta segunda-feira.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI