Áustria/Opep

Opep pode baixar produção de petróleo para frear queda nos preços

Reunidos em Viena, os ministros dos 12 paises exportadores de petróleo devem decidir se reduzem a produção mundial do produto para frear a queda dos preços.
Reunidos em Viena, os ministros dos 12 paises exportadores de petróleo devem decidir se reduzem a produção mundial do produto para frear a queda dos preços. REUTERS/Heinz-Peter Bader

A Opep toma nesta quinta-feira (27) a decisão mais importante da organização dos últimos anos. Reunidos em Viena, os ministros dos 12 países exportadores de petróleo que integram o cartel devem decidir se reduzem a produção mundial do produto para frear a queda dos preços.

Publicidade

Após anos de estagnação, o preço do barril perdeu mais de 30% de seu valor e está custando em média US$ 75 (R$ 187) a pior cotação desde 2008. O mundo, que durante anos temia a crise no abastecimento de petróleo, se vê às voltas com uma grande oferta do produto provocada, entre outras coisas, pela produção de energias não convencionais, como o óleo de xisto, e a crise econômica em grandes países consumidores.

Propostas

A quota diária de produção de petróleo é a principal arma da organização para regular a oferta mundial do produto. Vários integrantes da Opep, como a Venezuela que vê sua economia degringolar ainda mais com essa queda dos preços, propõem uma redução da quota coletiva, estabelecida há três anos em 30 milhões de barris por dia.

Outros países, que temem a competição de produtores que não integram o cartel, defendem a manutenção da quota atual, apostando na estabilização do mercado. Uma solução intermediária seria um compromisso dos países produtores em não desrespeitar a quota atual. Segundo estimações da Agência Internacional de Energia (AIE), a Opep ultrapassa com freqüência o patamar. Em outubro, por exemplo, o cartel produziu 30,6 milhões de barris por dia.

A indefinição é total. Enquanto isso, os consumidores, que como na França viram o litro da gasolina diminuir em até 85 centavos de euro, festejam.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI