Futebol/Violência

Morre torcedor do PSG, vítima de briga entre torcidas

Torcedores do PSG já haviam sido impedidos de assistir jogos do time, como na partida contra o Lens, em 6 de março.
Torcedores do PSG já haviam sido impedidos de assistir jogos do time, como na partida contra o Lens, em 6 de março. Reuters

As autoridades francesas confirmaram, nesta quinta-feira, a morte do torcedor do Paris Saint-Germain (PSG) que havia ficado gravemente ferido durante uma briga entre torcidas organizadas do clube, no jogo contra o Olympique de Marselha, dia 28 de fevereiro. Yann L., de 38 anos, que estava internado em coma há várias semanas em um hospital na periferia de Paris, não resistiu aos ferimentos e morreu na noite de quarta-feira.

Publicidade

Yann foi vítima da rivalidade entre duas torcidas organizadas do PSG, Boulogne e Auteuil, conhecidas por serem violentas e regularmente brigarem entre si. O torcedor fazia parte de um braço extremista de da torcida de Boulogne, mas que estava inativo há anos. Ele foi linchado por torcedores rivais quando saia de um bar nos arredores do estádio Parc des Princes para ir assistir ao clássico entre Paris Saint-Germain e Olympique de Marselha, pelo Campeonato Francês

A direção do PSG anunciou, nesta quinta-feira, que vai suspender, até nova ordem, todas as convenções assinadas com as associações oficiais de torcedores. A direção do clube diz que vai tomar as decisões necessárias para fazer recuar a violência durante os jogos do Paris Saint-Germain. O clube diz esperar que os responsáveis pela morte do torcedor sejam punidos.

A polícia francesa está investigando o caso. Quatro suspeitos foram detidos nesta quarta-feira e estão detidos na delegacia para interrogatório. No último sábado, outro suspeito já havia sido indiciado por homicídio involuntário. A secretária francesa de Esportes, Rama Yade, afirmou hoje que a sobrevivência do PSG está em jogo caso o clube não tome medidas severas contra a violência das torcidas organizadas.

As autoridades franceses temem que a morte de Yann desencadeie uma nova onda de violência entre as torcidas rivais. Alguns grupos de torcedores do PSG já prometeram vingança. Os próximos 3 jogos do Paris Saint-Germain serão disputados a portas fechadas, sem a autorização para a entrada de nenhum torcedor. Em 2006, outro torcedor do Paris Saint-Germain, já havia sido vítima da violência no estádio de Parc des Princes.

Para lutar contra a violência dos hooligans, o governo francês criou, em setembro do ano passado, a Divisão Nacional de Luta contra o Hooliganismo. Somente nesta temporada, pelo menos 550 torcedores violentos foram autuados durante jogos da primeira e segunda divisão do Campeonato Francês. Atualmente, 662 torcedores estão inscritos na lista nacional de pessoas proibidas de entrar nos estádios do país.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI