França/Justiça

Ribéry e Benzema indiciados em caso de prostituta menor

Os jogadores franceses Karim Benzema e Franck Ribéry foram indiciados pelo envolvimento com uma prostituta menor de idade
Os jogadores franceses Karim Benzema e Franck Ribéry foram indiciados pelo envolvimento com uma prostituta menor de idade Reuters / RFI

Depois de serem interrogados pela polícia em regime de detenção provisória nesta terça-feira, Franck Ribéry, do Bayern de Munique, e Karim Benzema, do Real Madrid, foram indiciados pela justiça francesa por  "solicitação de prostituta menor de idade".

Publicidade

O indiciamento dos jogadores franceses Franck Ribéry e Karin Benzema por terem recorrido aos serviços de uma prostituta menor de idade tem forte repercussão na França nesta quarta-feira.

O fato ganhou destaque na imprensa: "Dois campeões na tormenta", diz o tablóide popular Le Parisien; "Bleus na rede da justiça", anuncia Libération; "Atingidos pela tempestade", diz o diário esportivo L'Equipe.

O mundo político também reagiu. A secretária de Estado encarregada da política urbana, Fadela Amara, declarou que ficou decepcionada com o indiciamento do craque Ribéry e disse que não é uma bela imagem de homem para se dar à juventude da França.

Desde a revelação do caso, no final de abril, a ministra da Saúde e dos Esportes, Roselyne Bachelot, já havia declarado que não integraria na seleção francesa um jogador indiciado pela justiça.

Nesta terça-feira, Ribéry e Benzema foram indiciados depois de terem ficado em detenção provisória por sete horas, durante as quais foram interrogados pela Brigada de Repressão ao Proxenetismo. Em seguida ambos foram liberados pela justiça.

Ouvida por policiais e por um juiz durante a investigação, Zahia Dehar, a jovem que está no centro do escândalo, afirmou ter mentido aos jogadores sobre sua idade.

Sophie Bottai, advogada de Franck Ribéry

Franck Ribéry já havia sido ouvido como simples testemunha antes da Copa do Mundo. Sua advogada, Sophie Bottai, afirma que não há elementos que justifiquem o indiciamento de seu cliente. Ela sugere que ele pode estar sendo punido pelo péssimo desempenho da seleção francesa durante o Mundial da África do Sul.

Em uma entrevista que será publicada nesta quinta-feira no jornal alemão Münchner Merkur, o presidente do Bayern de Munique, Uli Hoeness, declarou seu apoio ao jogador Franck Ribéry, e disse que ele é esperado por sua "família" do Bayern. Christian Nerlinger, diretor esportivo do clube, reconheceu que o escândalo é embaraçoso, mas se disse convencido de que agora que Ribéry prestou depoimento à polícia, o caso será enterrado.

Já o diretor geral do Real Madrid, Jorge Valdano, afirmou hoje que o clube confia na inocência do atacante francês Karim Benzema e, por isso, vai apoiar o jogador "até as últimas consequências".

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI