Índia corre para terminar obras dos Jogos da Comunidade Britânica

Reuters

A Índia se lança em uma corrida contra o tempo para terminar todas as instalações para os Jogos do Commonwealth (Jogos da Comunidade Britânica) até essa quarta-feira. As delegações de atletas começaram a chegar hoje, mas a vila olímpica continua em obras.

Publicidade

Os jogos são realizados a cada quatro anos e as antigas colônias do Reino Unido e alguns outros países convidados participam do evento que custarão cerca de 6 bilhões de dólares na edição deste ano. A Índia, um dos principais países emergentes e a terceira maior economia da Ásia esperava usar os Jogos para exibir sua crescente influência econômica e política e rivalizar com a China, que sediou as Olimpíadas de 2008 em Pequim.

Mas, apesar de ter sido escolhida em 2003 para sediar os Jogos da Comunidade Britânica, as autoridades indianas só começaram os preparativos para o evento esportivo há dois anos. Os críticos da organização apontam a corrupção como uma das causas para o atraso das obras. Para vários veículos da imprensa indiana, o país deveria, simplesmente, cancelar os jogos para não ser envergonhado em todo o mundo.

Ontem, o embaixador da África do Sul na Índia, Harris Mbulelo, se queixou publicamente das condições sanitárias do alojamento da delegação sul-africana. Uma serpente foi encontrada no local. Mike Hooper, executivo-chefe da Federação dos Jogos da Comunidade, chegou a classificar a vila como imunda e inabitável.

Outra decepção para os organizadores: depois do anúncio de que a Rainha Elizabeth não irá a cerimônia de abertura o príncipe Charles também ainda não confirmou a presença no evento.

Os Jogos da Comunidade Britânica serão realizados na Índia pela primeira vez e terão 71 países participantes. A previsão é que os Jogos recebam sete mil atletas, mas alguns já declararam que não pretendem participar do ecento por causa dos problemas na organização.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI