Acesso ao principal conteúdo
Futebol francês

Jogador do Auxerre acusa árbitro de racismo

No alto, o jogador Kamel Chafni , do Auxerre, em partida disputada contra o PSG no dia 4 de Dezembro.
No alto, o jogador Kamel Chafni , do Auxerre, em partida disputada contra o PSG no dia 4 de Dezembro. REUTERS/Gonzalo Fuentes
Texto por: RFI
2 min

O presidente da Federação Francesa de futebol, Fréderic Thiriez, pediu neste domingo uma investigação sobre um suposto caso de racismo envolvendo um juiz e um jogador de futebol durante a partida entre o Brest e o Auxerre, válida pelo campeonato francês.

Publicidade

O jogador do Auxerre Kamel Chafni, 29 anos, de origem marroquina, diz ter sido insultado pelo juiz assistente no momento em que foi expulso de campo. "Cai fora, árabe!", teria dito o juiz quando ele foi reclamar da expulsão.

O juiz assistente e o árbitro principal negaram a acusação. Chafni disse contar com uma testemunha que ouviu a agressão racista, o jogador do Brest Larsen Touré.

"Agora vai ser a minha palavra contra a do árbitro. As pessoas que me conhecem sabem como eu sou. Em dez anos, nunca levei um cartão vermelho. Sempre fui muito correto com os árbitros", afirmou o jogador do Auxerre.

Kamel Chafni afirmou que vai prestar queixa por racismo: "Deram uma imagem negativa do futebol, o que me entristece. Se não houver sanção, eu não terei mais nada a fazer no esporte. No futebol ou na vida normal, ninguém tem o direito de dizer esse tipo de coisa."

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.