Acesso ao principal conteúdo
Boxe/ Homossexualidade

Porto-riquenho é primeiro pugilista a declarar que é homossexual

Orlando Cruz, n. 4 da classificação da WBO de pesos-pena, declarou que tem orgulho de ser homossexual.
Orlando Cruz, n. 4 da classificação da WBO de pesos-pena, declarou que tem orgulho de ser homossexual. WBO
Texto por: RFI
2 min

O porto-riquenho Orlando Cruz se tornou o primeiro boxista profissional a declarar publicamente sua homossexualidade. O esportista é o quarto na classificação da WBO (World Boxing Organization) dos melhores pesos-pena do mundo.

Publicidade

“Eu lutei durante mais de 24 anos e quero estar bem com minha consciência”, declarou o pugilista de 31 anos, que conta com 18 vitórias desde que se profissionalizou após as Olimpíadas de Sydney em 2000.

“Eu quero tentar ser o melhor modelo possível para as crianças interessadas no boxe. Eu serei sempre orgulhoso de ser porto-riquenho. Eu sou e serei sempre orgulhoso de ser homossexual”, acrescentou Cruz.

Em um meio machista, o anúncio do porto-riquenho é inédito, ainda que uma tragédia ligada à homossexualidade tenha marcado a história do esporte há 50 anos. Em março de 1962, Emile Griffith, das Ilhas Virgens americanas, irritado por um insulto homofóbico, matou seu adversário Benny Paret.

Durante uma entrevista ao New York Times em 2005, Griffith declarou que sempre se questionou sobra sua sexualidade e que teve relações com homens e mulheres.

O próximo combate de Orlando Cruz está programado para 19 de outubro na Flórida.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.