Acesso ao principal conteúdo
Futebol/Mundial de Clubes

Bayern conquista Mundial de clubes e fecha temporada "perfeita"

O francês Franck Ribéry beija o troféu de campeão do Mundial de Clubes da Fifa, neste sábado, 21 de dezembro.
O francês Franck Ribéry beija o troféu de campeão do Mundial de Clubes da Fifa, neste sábado, 21 de dezembro. Foto: Reuters
2 min

O Bayern de Munique conquistou neste sábado seu primeiro título do Mundial de clubes da Fifa ao derrotar facilmente o Raja Casablanca por 2 a 0 na final disputada em Marrakech. O time alemão terminou uma temporada dos sonhos aos conquistar todos os títulos que disputou: além do Mundial de clubes, faturou a Liga dos Campeões da Europa, o campeonato alemão, a Copa da Alemanha e a Supercopa da Europa.

Publicidade

Para coroar a boa fase do clube, só falta a atribuição do melhor jogador do Mundo da Fifa para o atacante Franck Ribéry, um dos maiores responsáveis pela fase excelente do clube alemão. O resultado será conhecido no início de janeiro.

Apesar dos desfalques do holandês Arejen Robben e do alemão Bastian Schweinsteiger, o Bayern de Munique não tremeu diante da torcida do Raja Casablanca e conquistou o título Mundial de Clubes diante do rei do Marrocos, Mohamed VI.

Bastaram 22 minutos para o clube alemão fechar sua temporada “perfeita”. Aos 7 minutos, o zagueiro brasileiro Dante abriu o placar ao aproveitar um passe de cabeça após um escanteio. A defesa do Raja Casablanca deu bobeira, a posição  parecia de impedimento, mas um zagueiro do time marroquino dava condições de jogo no momento em que Dante dominou a bola. Ele acertou um belo chute sem chances para o goleiro.

Dominando completamente o jogo e aproveitando a superioridade técnica sobre o adversário, o Bayern ampliou aos 22 minutos depois de uma jogada pela esquerda de seu ataque. Alaba entrou na área e deu um belo passe para o brasileiro naturalizado espanhol Thiago Alcântara chutar forte, no canto, para balançar novamente as redes.

Somente no segundo tempo, e embalado pela sua torcida, o Raja ofereceu algum perigo concreto ao gol de Neuer, mas sem conseguir concluir as jogadas com eficiência. O time dirigido pelo tunisiano Faouzi Benzarti, contratado poucos dias antes do torneio, teve uma bela chance de diminuir o marcador com Iajour, que completou um centro de El Hachimi, mas o goleiro alemão ao defender e mandar a bola para escanteio.

Diante do triplo vencedor da Liga dos Campeões da África (1989, 97, 99), o Bayern de Munique só precisou administrar o resultado até o apito final. Fim do conto de fadas para o Raja Casablanca, time que entrou na competição por ser o campeão da Liga marroquina, e que chegou a fazer um país sonhar com o título inédito depois da vitória surpreendente contra o Atlético Mineiro por 3 a 1 na semifinal.

Agora é virar a página e se preparar para o próximo Mundial que será realizado no ano que vem, no mesmo Marrocos que na noite deste sábado, viu uma festa branca e vermelha nas arquibancadas do estádio de Marrakech.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.