Futebol/Liga dos Campeões

Após vitórias, PSG e Real Madri estão com um pé na semifinal da Liga dos Campeões

PSG comemora vitória na Liga dos Campeões contra o Chelsea. 3x1.
PSG comemora vitória na Liga dos Campeões contra o Chelsea. 3x1. REUTERS/Benoit Tessier

O Paris Saint-Germain e o Real Madri saíram em vantagem na briga por uma vaga na próxima fase da Liga dos Campeões da Europa, após as goleadas contra seus adversários na rodada desta quarta-feira (2) pelas quartas de final da competição. Em Paris, o duelo do PSG contra o Chelsea teve a presença de nove brasileiros, o que atraiu para o estádio Parque dos Príncipes o treinador da seleção, Luiz Felipe Scolari, e seus dois auxiliares.

Publicidade

Após o apito final da partida no estádio Parque dos Príncipes, os torcedores do PSG aplaudiram de pé, durante vários minutos, os heróis da vitória de 3 a 1 sobre o Chelsea. O time abriu o placar aos 4 minutos com um belo chute do atacante Lavezzi, de dentro da área, após uma falha da zaga inglesa.

Com a vantagem inesperada, o time francês recuou e se perdeu em campo. O Chelsea empatou ainda no primeiro tempo, aos 27’, com Eden Hazard, em cobrança de pênalti, provocado por uma falta boba de Thiago Silva que derrubou Oscar na área.

Gols do PSG

O Paris Saint-Germain se recuperou na etapa final, impôs seu estilo, com muito toque de bola, e cresceu em campo com o apoio da torcida. O time voltou a ficar em vantagem após um gol contra do brasileiro André Luiz, que se atrapalhou em uma cobrança de falta e empurrou a bola contra as próprias redes.

O PSG ganhou ainda mais ritmo após a saída do astro da equipe, o sueco Ibrahimovic. O atacante deixou o campo contundido para a entrada de Lucas Moura. O brasileiro entrou bem e deu mais dinamismo ao ataque.

E foi pela direita, num lance espetacular que começou perto da linha de fundo, que o argentino Pastore, selou o placar já nos acréscimos da partida. Ele driblou três zagueiros com muita habilidade e estilo antes de ampliar uma vitória muito comemorada pelo clube. Antes mesmo do apito final, o treinador do Chelsea, José Mourinho, deu um longo abraço no técnico do PSG, Laurent Blanc.

O zagueiro Alex, do Paris Saint-Germain

"Vitória excelente", diz Alex

“Nós conseguimos um excelente resultado diante do Chelsea. O último gol foi muito importante. Espero que na próxima partida a gente possa fazer um gol e dificultar a tarefa para eles”, declarou o zagueiro Alex, um dos melhores jogadores do PSG em campo. “Ainda não terminou, a nossa tarefa ainda é difícil. Espero que a gente possa fazer um jogo excelente e segurar o Chelsea dentro de casa”, completou o brasileiro.

“Conseguimos realizar uma grande partida, especialmente no segundo tempo. Chegamos a perder confiança após ter levado o gol, mas nos recuperamos mentalmente na segunda etapa”, afirmou o capitão Thiago Silva. Apesar da vantagem do clube parisiense que pode perder de até dois gols em Londres, na semana que vem, o zagueiro afasta o clima de favoritismo. 

“Nem sei se somos favoritos. Estamos jogando bem e melhorando a cada partida. É tudo que posso dizer”, defende. Thiago Silva também resumiu no sentimento da equipe após o belo gol de Pastore, jogador alvo de muitas críticas pelo desempenho irregular desde a sua contratação pelo clube, umas das transações mais caras do futebol francês. “Foi emocionante. Ele jogou poucos minutos, mas parecia que estava em campo durante os 90 minutos. Ele e o Lucas Moura merecem entrar em campo porque trabalham duro e ajudam a equipe”, afirmou.

Felipão de olho nos brasileiros

A grande presença de brasileiros na partida, quatro do lado do Chelsea (André Luiz, Ramires, Wiliam e Oscar) e cinco do lado brasileiro (Thiago Silva, Maxwell, Lucas Moura, Alex e Marquinhos) trouxe ao estádio do PSG o treinador da seleção brasileira, Luiz Felipe Scolari, e seus auxiliares, Carlos Alberto Parreira e Flávio Murtosa que assistiram ao jogo das arquibancadas reservadas aos convidados especiais.

O jogo serviu para Felipão avaliar o desempenho não apenas dos jogadores considerados certos na equipe, como Thiago Silva, Oscar e André Luiz, mas também dos que ainda têm chances de integrar a seleção brasileira que vai jogar a Copa, principalmente o lateral-esquerdo Maxwell e o atacante Lucas Moura, que não foram chamados nas últimas convocações.

Real Madri passeia em casa

No estádio Santiago Bernabeu, o Real Madri dominou sem dificuldades o Borussia Dortmund e venceu a partida por 3 a 0. O galês Bale abriu o placar logo aos três minutos, o que deixou o time merengue mais à vontade para administrar sua superioridade em campo. Isco, em belo chute da entrada da área, ampliou o placar ainda no segundo tempo, aos 27 minutos.

Cristiano Ronaldo comemora vitória do Real sobre o Dortmund.
Cristiano Ronaldo comemora vitória do Real sobre o Dortmund. REUTERS/Paul Hanna

Cristiano Ronaldo, apesar de não estar na sua melhor fase com o clube, marcou o terceiro aos 12 minutos da segunda etapa, fechando a vitória. Ao balançar mais uma vez as redes, o português chegou a 14 gols pela Liga dos Campeões em uma mesma temporada, igualando o recorde de Lionel Messi e do brasileiro Mazzola, artilheiro da competição nos anos 60 quando jogava pelo Milan AC.

Os jogos de volta, que definirão os classificados para as semifinais da Liga dos Campeões serão disputados na próxima terça-feira (8).

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI