Acesso ao principal conteúdo
Brasil/Copa

França estreia com vitória e gol aprovado pela tecnologia

Karim Benzema, leader des Bleus au Brésil et buteur face au Honduras, le 15 juin 2014.
Karim Benzema, leader des Bleus au Brésil et buteur face au Honduras, le 15 juin 2014. REUTERS/Murad Sezer
Texto por: Elcio Ramalho
3 min

A França confirmou seu favoritismo e estreou com o pé direito nesta Copa do Mundo ao vencer em Porto Alegre neste domingo (15) Honduras por 3 a 0. Pela primeira vez no Mundial, a tecnologia foi usada para confirmar o segundo gol dos franceses, após um lance que gerou dúvidas se a bola tinha ou não ultrapassado a linha de gol. Foi a primeira vitória da França em estreia no Mundial desde 1998.

Publicidade

Com o saldo de gols, a seleção francesa assume a liderança do grupo E, já que a Suíça venceu o Equador por 2 a 1. De quebra, a equipe vê sua grande esperança do ataque, Karim Benzema, entrar na disputa pela artilharia da competição com dois gols anotados, igualando as marcas de Neymar e dos holandeses Robben e Van Persie. A França já pode se classificar na segunda rodada se vencer os suíços no jogo programado para 20 de junho, em Salvador.

O Jogo

Como previsto, a seleção francesa tomou a iniciativa da partida e criou perigo desde o início do jogo. As oportunidades foram se sucedendo com Matuidi acertando um belo chute que bateu na trave depois de ser desviado pelo goleiro Valladares.

Griezmann também acertou a trave numa cabeçada. Sufocada em seu campo de defesa, Honduras se via impotente para impor seu jogo. Com 30 minutos de partida, a seleçao francesa já tinha 69% da posse de bola.

Mas o primeiro gol só saiu aos 44 minutos, em cobrança de pênalti. A falta de Palacios sobre Pogba lhe rendeu o segundo cartão amarelo e uma expulsão. Benzema abriu o placar com boa cobrança.

Com um homem a menos, Honduras voltou ainda mais fechada para o segundo tempo e preparada para sofrer mais pressão da França, interessada em ampliar o placar para conquistar vantagem em eventual disputa por saldo de gols.

O segundo gol surgiu aos 4 minutos de uma bela jogada que encontrou Benzema livre para tocar com estilo. A bola bateu na trave antes de sobrar para o goleiro. Valladares se atrapalhou e empurrou a bola para dentro do gol, mas tentou retirá-la ainda no ar.

Benzema já comemorava, quando entrou em ação a tecnologia Goal-line utilizada pela primeira vez na Fifa em um Mundial para esclarecer justamente lances polêmicos sobre a entrada ou não da bola no gol. As imagens projetadas até nos telões do Beira Rio confirmaram o gol, anotado como contra do goleiro hondurenho.

O goleiro Valladares tenta evitar o gol contra, mas a tecnologia do goal-line confirmou a entrada da bola.
O goleiro Valladares tenta evitar o gol contra, mas a tecnologia do goal-line confirmou a entrada da bola. Foto: Reuters

Com o jogo encaminhado, o treinador Didier Deschamps promoveu várias alterações colocando Sissoko no lugar de Pogba. Minutos depois, Rio Mavuba entrou em substituição a Cabaye.

O terceiro gol surgiu de uma cobrança de falta aos 27 minutos. Depois de afastada pela zaga, a bola sobrou para Debuchy que chutou forte de fora da área, e na rebatida, Benzema soltou uma bomba de direita ampliando o placar.

Com a goleada garantida, o treinador fez uma última alteração para tentar mais gols ao trocar Valbuena pelo atacante Giroud. No entanto, a equipe de Honduras evitou uma derrota ainda maior. 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.