Acesso ao principal conteúdo
França/Futebol

Em dia de oitavas da Liga dos Campeões, imprensa destaca David Luiz

David Luiz comemora gol com a camisa do PSG no Parque dos Príncipes, em Paris, em 18 de janeiro de 2015.
David Luiz comemora gol com a camisa do PSG no Parque dos Príncipes, em Paris, em 18 de janeiro de 2015. REUTERS/Gonzalo Fuentes
Texto por: RFI
3 min

David Luiz estampa quase todos os jornais franceses desta terça-feira (17). Vencedor da Liga dos Campeões de 2012 com o Chelsea, o zagueiro brasileiro é um dos trunfos do Paris Saint-Germain nas oitavas da edição deste ano. O primeiro jogo acontece essa noite no Parque dos Príncipes e o adversário é justamente o ex-clube do defensor. De acordo com o Aujourd'hui en France, David Luiz é a "arma anti-stress" dos parisienses.

Publicidade

O jornal não fala só da calma em campo. Diz que ele é também o craque dos vestiários. O meia Thiago Motta conta que suas piadas fazem a alegria dos companheiros de "resenha", como dita a gíria boleira. O volante Blaise Matuidi é o principal alvo das brincadeiras do brasileiro. Depois de pegar no pé do craque da seleção francesa, o zagueiro sempre pergunta, em uma das poucas frases que conhece em francês: "c'est qui le patron ?", ou "quem manda aqui?", em tradução livre.

Para o Libération, que dedica duas páginas ao zagueiro, seu único defeito é o valor do passe: em meio ao fair-play financeiro imposto pela UEFA, ele chegou à França por 50 milhões de euros. Pelas novas regras da federação, os clubes só podiam fazer uma contratação acima dos 35 milhões. Queimá-la com um zagueiro certamente foi uma cartada heterodoxa do bilionário presidente do clube, Nasser al-Khelaifi. Ele disse que David Luiz valia bem mais do que isso - opinião diametralmente oposta à de seu ex-técnico.

Mais pose do que futebol

José Mourinho achava que, além de ser afobado em campo, o zagueiro tinha "mais pose do que futebol". Os dois se reencontram na noite desta terça-feira, de lados opostos, e uma vitória dará novo fôlego aos parisienses. Pois, como escreve o Aujourd'hui en France, desde o início, a equipe foi montada de olho na Liga dos Campeões.

Menos do que a classificação é pouco e nem o carisma de David Luiz pode salvar o PSG de uma crise em caso de eliminação. Afinal, na Ligue 1, os parisienses, não ostentam mais do que uma terceira posição, arrochados pelo fair-play financeiro, presos a contratos antigos e com dois de seus maiores craques (Lucas e Marquinhos) machucados. Esta noite, no Parque dos Príncipes, começa o tudo ou nada para o PSG.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.