Acesso ao principal conteúdo
Portugal/Papa

Bento 16 afirma que pior inimigo da Igreja é ela mesma

O papa Bento 16 com o presidente Aníbal Cavaco Silva .
O papa Bento 16 com o presidente Aníbal Cavaco Silva . Reuters
2 min

O papa Bento 16 fez nesta terça-feira uma mea culpa e reconheceu que a onda de denúncias de casos de pedofilia e abusos sexuais cometidos por padres seria fruto de "pecados" dentro da própria Igreja.  "Nós sempre soubemos, mas hoje vemos claramente que a maior perseguição contra Igreja não vem de seus inimigos exteriores, mas de seus próprios pecados", afirmou o pontífice quando ainda estava no avião a caminho de Portugal, onde realiza uma visita de 4 dias.

Publicidade

As declarações foram feitas depois que jornalistas mencionaram com o papa os recentes e recorrentes escandâlos de pedofilia que têm manchado a imagem da Igreja na Europa, mas também na América Latina e nos Estados Unidos. Em uma de suas mais fortes declarações desde que os escândalos vieram à tona,  Bento 16 fez uma mea culpa, afirmando que "o perdão não substitui a justiça" para as vítimas de crimes de pedofilia.

Bento 16 foi recebido no final desta manhã no aeoporto de Lisboa pelo presidente Aníbal Cavaco Silva. Durante seu discurso, o presidente português lembrou as relações “seculares entre Portugal e a herança cristã". Do aeroporto, o Papa percorreu em seu  "papamóvel" 8km até o centro de Lisboa, onde celebra a primeira das três grandes missas previstas no país.

Assim como depois do grande terremoto de 1755, que destruiu a capital portuguesa, os lisboetas comentavam em tom de brincadeira que "só a fé é que poderá salvá-los do abalo financeiro que assombra o país". Centros de saúde, escolas e repartições públicas permaneceram fechadas para permitir que os fiéis se dirijissem à missa solene desta terça-feira, na praça do Comércio, junto ao Rio Tejo.

Passaram-se 10 anos da viagem de João Paulo II , para a beatificação dos pastorinhos de Fátima e Portugal pode considerar-se mudado desde então. O aborto já não é mais criminalizado e o casamento homossexual, aprovado no Parlamento, espera somente a assinatura do presidente Cavaco Silva.

De acordo com o secretário do Estado Vaticano, Tarcísio Bertone, Portugal não sofre apenas com a crise econômica, mas também com a crise de secularização " podendo encontrar na mensagem de Fátima suas raízes cristãs". O cardeal Bertone desencadeou, nesta segunda-feira, a fúria das organizações homossexuais ao associar a homossexualidade à pedofilia. O governo francês foi o primeiro estado a reagir às controversas declarações do número dois do Vaticano.
 

Adriana Niemeyer, correspondente da RFI em Lisboa

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.