União Europeia

Bélgica assume presidência da UE em meio à crise política

O primeiro-ministro da Bélgica, Yves Leterme, discursa no Conselho Europeu, em Bruxelas.
O primeiro-ministro da Bélgica, Yves Leterme, discursa no Conselho Europeu, em Bruxelas. Reuters

Mergulhada em uma das piores crises políticas, a Bélgica assume a presidência rotativa da União Européia, prometendo dar prioridade à retomada do crescimento econômico no continente.

Publicidade

Letícia Fonseca, da RFI em Bruxelas

Apesar do governo demissionário no país, o primeiro-ministro Yves Leterme – que fica no cargo até outubro – garante que os conflitos nacionais não irão afetar o comando do bloco europeu, nos próximos seis meses.

O calendário da presidência belga frente à União Européia reserva poucas surpresas. Na área econômica, a Bélgica pretende acelerar as discussões sobre a supervisão e regulação do setor financeiro, além de consolidar o Pacto de Estabilidade. No entanto, o assunto mais polêmico do programa, que ainda divide os governos do bloco, gira em torno da coordenação das políticas econômicas da zona do euro.

Em outubro, entra em cena o novo governo do líder flamengo Bart de Wever, do partido nacionalista que venceu as últimas eleições belgas. Logo após sua vitória, De Wever declarou que o período de transição e a nova administração no país não deverão prejudicar a eficiência da presidência rotativa da União Européia.

Na mesma época, Bruxelas pretende aprovar as diretrizes da tão aguardada “governança política comunitária”, sob a regência do presidente do Conselho Europeu, o belga Herman Van Rompuy. A crise na Bélgica deve fortalecer a liderança de Van Rompuy, conhecido por sua extrema habilidade política.

A expansão do bloco europeu é outra prioridade da Bélgica, que pretende acelerar as negociações com a Croácia, Islândia, Turquia e Macedônia. Os detalhes do programa da presidência belga da União Européia serão apresentados nesta sexta-feira, em Bruxelas.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI