Acesso ao principal conteúdo
Sequestro/França/Suiça/Itália

Polícia europeia continua à procura das gêmeas desaparecidas

As gêmeas foram vistas ela última vez próximo da residência do pai, Matthias Schepp, na Suiça.
As gêmeas foram vistas ela última vez próximo da residência do pai, Matthias Schepp, na Suiça. Reuters
Texto por: Silvano Mendes
2 min

Cinco dias após o desaparecimento, a família permanece sem notícias das duas meninas de seis anos de idade. A mãe das gêmeas recebeu pelo correio um envelope com dinheiro enviado pelo pai das crianças pouco antes de se suicidar.

Publicidade

A polícia italiana começou nesta terça-feira o quinto dia de buscas das gêmeas suíças desaparecidas há mais de uma semana. Depois de passarem pela Suíça e pelo sul da França, as operações se concentram agora no sul da Itália, onde o pai das garotas se suicidou. A polícia está vigiando todos os pedágios da região.

Alessia et Livia Schepp foram vistas no dia 30 de janeiro na cidade suíça de St-Sulpice, onde morava o pai, Matthias Schepp. Ele foi visto pela última vez em um restaurante de Nápoles, na Itália, antes de se suicidar na quinta-feira. Pouco antes, de passagem pela França, ele retirou 5 mil euros em um caixa eletrônico em Marselha.

A família das meninas recebeu um envelope com o dinheiro pelo correio, o que preocupa os investigadores. Eles acreditavam que o montante poderia ter sido usado para pagar alguém para cuidar das crianças. “O envelope veio sem nenhuma carta e nós tememos o pior”, disse Valerio Lucidi, um dos tios das meninas.

Buscas intensas estão sendo feitas pelas polícias suíça, italiana e francesa para tentar encontrar as meninas. Um alerta aos 188 países membros da polícia internacional foi lançado e a foto das gêmeas divulgada no site do órgão da Interpol.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.