Europol/Pedofilia

Megaoperação contra pedofilia na Europa prende 184 suspeitos

Responsáveis da Europol apresentaram os resultados da operação contra pedofilia nesta quarta-feira, em Haia, na Holanda.
Responsáveis da Europol apresentaram os resultados da operação contra pedofilia nesta quarta-feira, em Haia, na Holanda. Reuters

A operação, que durou três anos, seguiu suspeitos pela internet em 13 países diferentes. Mais de 200 crianças abusadas foram reconhecidas. Os resultados foram apresentados nesta quarta-feira em Haia, na Holanda.

Publicidade

Uma grande rede de pedofilia na internet foi desmantelada pela Europol, na maior operação do gênero jamais realizada. Ao todo, 184 suspeitos foram presos, 670 pessoas de toda a Europa foram identificadas como havendo ligações com este tipo de crime e 230 crianças abusadas foram reconhecidas. "Os números finais devem ser ainda maiores", afirmou o diretor do Escritório Europeu de Polícia, Rob Wainwright, durante uma coletiva de imprensa em Haia, na Holanda. "É o caso mais importante que já tratamos".

As investigações da chamada "Operação selvagem" se iniciaram há três anos e se concentraram na observação de um fórum na internet, "boylover.net", que promovia relações sexuais entre adultos e garotos e a troca de material pornográfico infantil. A rede contava com mais de 70 mil membros associados, que iniciavam os contatos pelo fórum e depois prosseguiam em sigilo, trocando fotos e vídeos sexuais de crianças e adolescentes.

"Esta era provavelmente a maior rede de pedofilia via internet do mundo", disse Wainwright. Durante as investigações, a Europol pediu cerca de 4 mil solicitações de informações junto aos serviços policiais de mais de 25 países europeus e outros oito países fora do continente. Treze países fizeram parte da operação: Austrália, Grã-Bretanha, Bélgica, Canadá, Estados Unidos, Nova Zelândia, Polônia, Romênia, Grécia, Espanha, Islândia, Holanda e Itália.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI