Itália/Naufrágio

Encontrado 17° corpo no Costa Concordia

Uma mancha de óleo no mar foi vista hoje entre o navio e a plataforma de bombeamento de combustível.
Uma mancha de óleo no mar foi vista hoje entre o navio e a plataforma de bombeamento de combustível. REUTERS/Darrin Zammit Lupi

As equipes que preparam a retirada de 2.400 toneladas de combustível do Costa Concordia, na costa italiana, encontraram hoje mais um corpo na parte submersa do navio. Com a descoberta, sobe para 17 o número oficial de mortos na tragédia. Quinze dias após o naufrágio à margem da ilha de Giglio, na Toscana, 16 pessoas continuam desaparecidas. 

Publicidade

As autoridades italianas informaram neste sábado ter identificado dois corpos de vítimas do naufrágio do Costa Concordia: o da tripulante peruana Erika Fani Soria Molina e o da passageira alemã Inge Schall. Dezesseis pessoas continuam desaparecidas (sete alemães, quatro italianos, dois franceses, dois americanos e um indiano). Dos 17 corpos já resgatados, apenas um ainda não foi identificado. 

Na manhã de hoje, as duas empresas contratadas para retirar o combustível do navio decidiram suspender os trabalhos devido ao mau tempo na região. Os técnicos interromperam as operações preliminares de bombeamento no momento em que estavam instalando válvulas de segurança nas frestas abertas no casco do Costa Concordia, na altura dos reservatórios de combustível. O mar estava agitado, com ondas de até um metro de altura, pondo em risco a operação.

As previsões meteorológicas para os próximos dias no litoral da Toscana são ruins. Pelo menos até terça-feira, é provável que os técnicos não possam retornar ao navio com segurança. O início da retirada do combustível estava previsto para começar neste sábado. O bombeamento completo das 2.400 toneladas de óleo requer duas semanas.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI