Grécia/UE

Europeus tentam novo acordo sobre dívida grega nessa segunda-feira

Bandeira grega diante do prédio da Comissão Europeia, em Bruxelas.
Bandeira grega diante do prédio da Comissão Europeia, em Bruxelas. REUTERS/François Lenoir

Os ministros das Finanças da zona do euro se reúnem novamente nessa segunda-feira em Bruxelas com os representantes do Banco Central Europeu e do Fundo Monetário internacional. Eles esperam chegar a um acordo para a liberação de uma nova parcela de ajuda financeira para a Grécia, que está à beira da falência. Essa é a terceira vez em duas semanas que os ministros e os credores se encontram para discutir o assunto.

Publicidade

Apesar de Atenas ter cumprido todas as exigências impostas para poder receber boa parte dos 44 bilhões de euros de ajuda financeira prometida pelos europeus, o montante continua bloqueado há meses. O impasse se deve à falta de acordo entre os credores sobre o dispositivo que deve ser usado para reduzir a dívida grega e o prazo para que esses objetivos sejam alcançados.

Os 17 países da zona do euro, o Fundo Monetário Internacional (FMI) e o Banco Central (BCE) já aceitaram dar um prazo suplementar de dois anos para que a Grécia equilibre suas contas públicas – em 2016 e não em 2014, como previa o acordo inicial. Mas os credores ainda têm que encontrar uma solução conjunta para o futuro da dívida grega. Se o chefe do Eurogrupo, Jean-Claude Juncker, acredita que Atenas pode alcançar uma dívida de 120% do PIB em 2022, a chefe do FMI Christine Lagarde insiste para que essa meta seja cumprida até 2020.

Nesse jogo de datas, o mais simples seria que os credores aceitassem apagar uma parte do que devem os gregos, como já fizeram os bancos esse ano. O FMI estaria disposto a aceitar a alternativa, mas o BCE e a Alemanha não querem nem ouvir falar nessa hipótese. “Eu sou contra apagar a dívida e quero encontrar outra solução”, declarou a chanceler alemã Angela Merkel na sexta-feira, antes de dizer que estava otimista para a reunião dessa segunda-feira em Bruxelas.

Os credores já se reuniram três vezes em apenas duas semanas para tentar desbloquear a ajuda, mas a cada encontro as negociações praticamente não avançam. A reunião dessa segunda-feira começa às 11h30, no horário local.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI