Acesso ao principal conteúdo
Europa/Findus

Divisão antifraude vai investigar escândalo da carne de cavalo da Findus

Carne de cavalo detetada em pratos preparados pela marca Findus
Carne de cavalo detetada em pratos preparados pela marca Findus REUTERS/David Moir
Texto por: RFI
2 min

As autoridades francesas deverão intensificar a fiscalização para evitar novos escandâlos como o da lasanha de carne de cavalo da marca Findus, vendida como carne bovina. O organismo francês que investiga fraudes no setor vai averiguar as empresas Comigel e Spanghero, que fabricam e distribuem o produto.

Publicidade

Segundo o presidente da associação nacional das indústrias do setor agroliamentar, Jean-René Buisson será necessário um controle mais acirrado. De acordo com o presidente da associação, será feito um controle mais acirrado nos produtos derivados de leite, principalmente queijos não-pasteurizados, ‘’ por questões sanitárias.’’

Os agentes do DGCCRF, organismo francês que investiga fraudes no setor também vão averiguar o caso. As equipes iniciaram a investigação da duas empresas francesas na manhã desta segunda-feira e já visitaram diversos locais, de acordo com responsáveis do órgão.

A Associação fez uma reunião neste fim de semana com representantes e aderentes para avaliar a situação. Os responsáveis pela fraude, se ela se confirmar, serão alvos de sanções. Aparentemente, a crise envolve apenas uma empresa que distribui o produto, mas haverá uma averiguação de todos os distribuidores de carne bovina.

Em entrevista à rádio francesa Europe 1, o comissário europeu Michel Barnier, ex-ministro da Agricultura, declarou que é preciso melhorar a traçabilidade dos alimentos na Europa. Para o ex-ministro, não existe problema de segurança alimentar e nem um escândalo sanitário, mas é preciso que a Justiça seja feita.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.