Acesso ao principal conteúdo
Reino Unido/NTW

Polícia britânica prende mais seis jornalistas ligados a escândalo de escutas

Última edição do "falecido" jornal de Murdoch, "The News of The World", em foto de 9 de julho de 2011.
Última edição do "falecido" jornal de Murdoch, "The News of The World", em foto de 9 de julho de 2011. REUTERS/Ian Nicholson/Pool
Texto por: RFI
2 min

A polícia britânica deteve hoje para interrogatório mais seis jornalistas ligados a uma "nova linha de investigação" no escândalo de escutas telefônicas do tablóide News of The World (NTW), que saiu de circulação em 2011 após a descoberta do caso.

Publicidade

A Scotland Yard afirma ter identificado uma "suposta conspiração adicional de escutas telefônicas instaladas por empregados do jornal de 2005 a 2006", distinta do processo que tramita atualmente na justiça e tem julgamento previsto em setembro.

Os jornalistas detidos, segundo a polícia britânica, são três homens e três mulheres de 33 a 46 anos que trabalhavam ou haviam trabalhado no NTW. Dois deles trabalham atualmente no The Sun, do mesmo grupo de mídia do multimilionário australiano Rupert Murdoch, dono do NYT. Contatada pela imprensa local, a holding de Murdoch, News Corp, preferiu não comentar as novas detenções.

O NTW teve de encerrar suas atividades em julho de 2011, depois que veio à tona o uso frequente de grampos telefônicos por profissionais do jornal. Em onze anos, a redação do tablóide teria grampeado 800 pessoas, incluindo políticos, celebridades e membros da família real britânica, assim como vítimas de crimes, com o objetivo de obter informações exclusivas.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.