Rússia/meteoritos

Chuva de meteoritos cai na Rússia e deixa mais de 1000 feridos

Os meteoritos são fragmentos de asteróides.
Os meteoritos são fragmentos de asteróides. Foto: Reuters

Uma chuva de meteoritos caiu nesta sexta-feira, dia 15 de fevereiro pela manhã e deixou pelo menos 1000 feridos na região russa dos Urais. De acordo com as autoridades do país, a explosão atingiu seis cidades. Segundo a administração da cidade de Tcheliabinsk, o choque provocado pela queda do corpo celeste atingiu diversos imóveis e deixou a população em pânico.

Publicidade

A população entrou em pânico ao ver a bola de fogo cair do céu. Inicialmente, o governo anunciou que apenas 250 pessoas foram feridas pelos pedaços de vidro que explodiram nos prédios com o impacto que a queda do meteoro provocou na atmosfera. Em Tchelialibinsk, um muro caiu atingiu quatro habitantes, de acordo com a agência Interfax. Um pouco mais tarde, um novo balanço indicou que pelo menos 1000 pessoas ficaram feridas, segundo o governador  da região, Mikhaïl Iourevitch, citado pela agência Ria Novosti.

O governo russo divulgou um comunicado sobre a queda do meteoro, explicando que o corpo celeste atingiu áreas pouco habitadas na região. "Um meteorito se desintegrou em cima dos Urais, queimando parcialmente as camadas mais baixas da atmosfera. Os fragmentos do meteorito atingiram a Terra", diz o comunicado.

A cerca de 200 quilômetros, no sudeste, na cidade de Ecaterinburgo, testemunhas viram no céu a trajetória do corpo celeste caindo e imaginaram o pior.  "Eu pensei que fosse um avião ou um míssil. Fiquei com muito medo", explicou uma francesa entrevistada pela rádio Europe1. (Confira no vídeo a imagem e o som da explosão do impacto do meteorito com a atmosfera).

Asteróide passará próximo da Terra

Um asteróide chamado 2012 DA14, de cerca de 45 metros de diâmetro e pesando130 mil  toneladas, também passará perto da Terra nesta sexta-feira, a cerca de 27 mil quilômetros sobre a Indonésia. Segundo a Agência Espacial dos Estados Unidos (NASA), não será possível observá-lo a olho nu, e não existe nenhum risco dele colidir com o planeta. A Agência Espacial Francesa afirmou que não existe relação entre a chuva de meteoritos da Rússia e a passagem do asteróide 2012 DA14.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI