Acesso ao principal conteúdo
Papa Bento 16 renuncia

Em sua última audiência, Papa Bento 16 diz que renuncia "pelo bem da Igreja"

Papa despede-se dos fiéis nesta quarta-feira, 27, na praça São Pedro
Papa despede-se dos fiéis nesta quarta-feira, 27, na praça São Pedro REUTERS/Tony Gentile
Texto por: RFI
5 min

O papa Bento 16 foi recebido por uma multidão estimada em mais de 150 mil pessoas hoje na praça de São Pedro, para sua última audiência antes de sua renúncia, anunciada no dia 11 de fevereiro. Em seu discurso feito em italiano, Bento 16 disse que ''nunca se sentiu sozinho", e falou que seu pontificado passou por "águas turbulentas." Este é a primeira vez que um pontífice renuncia ao cargo nos últimos 700 anos na história da igreja Católica.

Publicidade

O papa Bento 16 chegou a bordo do papamóvel e deu uma volta em torno da praça de São Pedro. Aclamado pelos milhares de fiéis reunidos no local, ele discursou cerca de 20 minutos,  e falou, emocionado, sobre sua decisão. "Não sou mais o dirigente da igreja, mas graças à prece, eu me sentirei sempre próximo desse caminho que escolhi", declarou. "Minha vida, ativa ou passiva, será pautada pelo caminho de Deus. Gostaria de que vocês se lembrassem de mim como estando diante de Deus. E peço que rezem pelos cardeais, nesse trabalho tao difícil", declarou, se referindo ao conclave que deverá acontecer até o dia 15 março.

O pontífice também agradeceu a compreensão dos fiéis. "Estou realmente emocionado e vejo que a Igreja vive'', disse, enquanto a multidão gritava ''Benedetto! Benedetto!" Em oito anos de pontificado, ele reconheceu, fazendo uma alusão clara aos escandâlos recentes que vieram à tona na igreja Católica, que ''houve momentos dificeis, mas essa certeza é algo que nunca enfraqueceu meu coração."  Em seguida, Bento 16 discursou em várias línguas.

A audiência de hoje não foi diferente das outras realizadas nos seus últimos anos de papado. Não haverá o tradicional beija-mão, o desfile onde alguns privilegiados podem beijar o anel do sumo pontífice. Em entrevista à rádio Vaticano, o cardeal francês Jean-Louis Tauran, encarregado de anunciar o nome do próximo papa, homenageou Bento 16, dizendo que ele foi "um papa essencial, que nos ajudou a conjugar fé e razão."

Ao anunciar seu afastamento na semana retrasada, o papa Bento 16 justificou "não ter mais forças", para dar continuidade à sua missão. Nesta quinta-feira, às 19h, quando não será mais pontífice, Joseph Ratzinger deixará o Vaticano, sem cerimônia, e se transformará em "Sua Santidade Bento 16, papa emérito", em sua casa de veraneio em Castel Gandolfo. Em seguida, ele se instalará em um monastério, situado em uma colina no próprio Vaticano. A Santa Sé espera que o sucessor seja eleito rapidamente e possa celebrar a Páscoa no final de março.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.