Acesso ao principal conteúdo
Portugal/Economia

Premiê português anuncia novos cortes para compensar vetos a plano de austeridade

O primeiro-ministro português, Pedro Passos Coelho, fez um discurso à nação neste domingo, 7 de abril de 2013.
O primeiro-ministro português, Pedro Passos Coelho, fez um discurso à nação neste domingo, 7 de abril de 2013. Reuters
Texto por: RFI
2 min

O primeiro-ministro português, Pedro Passos Coelho, anunciou neste domingo, 7 de abril de 2013, novos cortes públicos para compensar os vetos da Corte Constitucional ao plano de austeridade do país. Os cortes serão drásticos para garantir os objetivos orçamentários, alertou o premiê em um discurso à nação.

Publicidade

Ao invés de aumentar mais uma vez os impostos, Pedro Passos Coelho pediu a seus ministros para cortar gastos. O objetivo é limitar a decisão da Corte que constitui "um obstáculo e um sério risco" para cumprir o orçamento português neste ano e em 2014, disse o premiê no discurso transmitido pela televisão.

Na última sexta-feira, a Corte Constitucional portuguesa vetou quatro das nove medidas do plano de austeridade português adotado pelo governo para garantir a ajuda financeira europeia e do FMI. Os vetos vão impedir o Estado de recolher ou economizar cerca de 900 milhões de euros, quase 2,5 bilhões de reais.

Pedro Passos Coelho explicou que os cortes são a única saída para respeitar os compromissos do governo em aplicar o programa de redução do déficit público e ajuste da economia portuguesa acertado com a União Europeia e o FMI.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.