Acesso ao principal conteúdo
Ucrânia/Crise

Blindados russos invadem base ucraniana na Crimeia

Blindados russos entraram hoje (22) na base de Belbek na Crimeia.
Blindados russos entraram hoje (22) na base de Belbek na Crimeia. Reuters
Texto por: RFI
2 min

Blindados russos invadiram neste sábado (22) uma base ucraniana na Crimeia, no dia seguinte que a Rússia anexou oficialmente a região. Durante a operação, os russos atiraram para o alto e ameaçaram soldados ucranianos. A situação na Ucrânia será discutida na próxima segunda-feira (24) entre os chanceleres americano, John Kerry, e russo, Serguei Lavrov, em reunião à margem da cúpula sobre a Segurança Nuclear, em Haia.

Publicidade

Os tanques russos entraram à força na base de Belbek, perto de Sebastopol. Os soldados ucranianos foram ameaçados com armas e um deles ficou ferido. O comandante da base, que era uma da raras instalações militares da Crimeia ainda controladas pela Ucrânia após a anexação da região pela Rússia, foi levado pelas forças russas para discussões.

Um pouco mais cedo, outra base ucraniana da Crimeia foi cercada e invadida por um grupo de homens pró-russos. Os 200 homens estavam desarmados e gritaram “Rússia, Rússia” quando entraram no local. Eles quebraram janelas e hastearam a bandeira da marinha russa no lugar da ucraniana.

Os militares ucranianos da base aérea de Novofedorivka, no oeste da península, se refugiaram no interior do prédio e lançaram sinalizadores contra os invasores. Oficiais russos assistiram à cena do lado de fora da base, sem intervir. Um militar russo entrou finalmente no prédio para negociar com os ucranianos e pediu aos manifestantes para deixarem o local.

Ontem, marinheiros russo tomaram o controle do único submarino ucraniano na Crimeia. Nos últimos dias, várias base e navios ucranianos da península passaram para as mãos das forças russas ou pró-russas, sem encontrar resistência dos soldados da Ucrânia.

Reunião entre Kerry e Lavrov

O chefe da diplomacia russa, Serguei Lavrov, se encontra na segunda-feira com o secretário de Estado americano, John Kerry, para discutir a situação na Ucrânia. O encontro acontece à margem da Cúpula sobre a Segurança Nuclear que reúne vários chefes de Estado em Haia, na Holanda. Uma reunião dos líderes do G7, proposta pela presidente americano Barack Obama, também deve discutir a situação na Ucrânia. O presidente russo, Valimir Putin, não participará da cúpula de Haia.

Os Estados Unidos e a União Européia condenaram a proclamação de independência da Crimeia e a anexação oficial da península ucraniana pela Rússia. Eles adotaram várias sanções econômicas contra autoridades russas.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.