Ucrânia

Separatistas pró-russos derrubam helicóptero no leste da Ucrânia

Um separatista  pró-russo em Slaviansk .
Um separatista pró-russo em Slaviansk . Scott Olson/Getty Images/AFP

Separatistas do leste da Ucrânia derrubaram um helicóptero do exército ucraniano perto da cidade de Slaviansk nesta quinta-feira (29). Segundo o presidente interino da Ucrânia, Olexandre Tourtchinov, esse foi um ato de terrorismo.

Publicidade

Os rebeldes pró-russos do leste da Ucrânia atacaram um helicóptero do exército com artilharia pesada, matando 12 pessoas e deixando um ferido em estado grave. O aparelho militar levava soldados e um general para patrulharem o leste do país.

O ataque desta quinta-feira comprova a escalada da violência entre forças do governo e os grupos pró-russos. No dia 22 de maio, 17 militares morreram em ataques nas regiões de Donetsk e de Lugansk.

Olexandre Tourtchinov, porém, assegura que as forças armadas do país têm condições de resistirem às ofensivas dos separatistas. "Estou convencido de que elas vão conseguir eliminar os terroristas e os criminosos financiados pela Rússia serão levados para o banco dos réus", disse o presidente interino.

Na segunda-feira, combates entre o exército e rebeldes no aeroporto internacional de Donetsk deixaram 40 mortos –sobretudo do lado dos opositores ao governo central da Ucrânia.

Observadores internacionais

Os separatistas pró-russos do leste da Ucrânia confirmaram hoje ter detido quatro membros da Organização para Segurança e Cooperação na Europa (OSCE), desaparecidos desde segunda-feira. "Eles estão sãos e salvos", declarou Viatcheslav Ponomarev, autoproclamado prefeito da "república independente de Slaviansk".

O separatista disse à agência russa Interfax que os observadores - um dinamarquês, um estoniano, um turco e um suíço - foram detidos por suspeita de espionagem.

 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI