Ucrânia/Crise

Separatistas pró-russos saem de reduto rebelde no leste ucraniano

Veículos militares utilizados para transportar os separatirstas pró-russos que se retiraram neste sábado (5) de Slaviansk.
Veículos militares utilizados para transportar os separatirstas pró-russos que se retiraram neste sábado (5) de Slaviansk. REUTERS/Maxim Zmeyev

A bandeira nacional da Ucrânia voltou a ser hasteada neste sábado (5) em Slaviansk. O reduto separatista pró-russo no leste da Ucrânia foi retomado hoje pelas forças de Kiev, anunciou o ministro da Defesa ucraniano, Valeri Gueletei.

Publicidade

Essa primeira vitória importante do exército ucraniano contra os separatistas pró-russos pode marcar uma virada na guerra das autoridades de Kiev para retomar o controle de cidades rebeldes, como Donetsk e Lugansk.

Como mandou o presidente Petro Porochenko, “neste momento a bandeira nacional foi hasteada na prefeitura de Slaviansk na presença de um grupo de soldados ucranianos”, informou um comunicado da presidência. O texto garantiu que o restabelecimento de serviços públicos sociais essenciais e do trabalho da polícia já começou. Slaviansk tem 110 mil habitantes, mas a metade deles deixou a cidade depois do início dos combates.

Fuga de separatistas

A grande maioria dos combatentes separatistas pró-russos fugiu de Slaviansk durante a última noite, informou o ministro ucraniano do Interior. Entre eles, o principal líder rebelde da cidade, Igor Strelkov.

Em Donetsk, o primeiro-ministro da República autoproclamada da cidade, Alexandre Borodai, reconheceu que suas tropas deixaram Slaviansk. Ele explicou que a retirada foi necessária diante do número muito superior das tropas adversárias, mas que os rebeldes vão ocupar outras posições.

Outro líder separatista de Donetsk, Denis Pouchiline, criticou a Rússia por não ter apoiado mais efetivamente os rebeldes.

Diplomacia

Os esforços diplomáticos, apoiados pelas grandes potências ocidentais, visando uma solução pacífica para a crise ucraniana continuam sem dar resultados. Uma primeira reunião do “grupo de contato” reunindo representantes da Ucrânia, Rússia e separatistas estava marcada para este sábado, mas até o final da tarde o encontro não tinha começado.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI