Ucrânia/Crise

Dois caças ucranianos são abatidos no leste da Ucrânia

Destroços do voo MH17 da Malaysia Airlines, que caiu na última quinta-feira em Grabova, no leste da Ucrânia.
Destroços do voo MH17 da Malaysia Airlines, que caiu na última quinta-feira em Grabova, no leste da Ucrânia. REUTERS/Maxim Zmeyev

O governo de Kiev anunciou na tarde desta quarta-feira (23) que dois caças ucranianos foram abatidos por rebeldes no leste da Ucrânia, em uma região próxima de onde caiu o boieng 777 da Malaysia Airlines, na última quinta-feira. Os mísseis que derrubaram as aeronaves teriam sido lançados do território russo.

Publicidade

Em comunicado, o Conselho ucraniano da Segurança Nacional e da Defesa declarou que os os dois aviões Sukhoi Su-25 foram abatidos quando estavam a uma altitude de 5,2 mil metros. Os aparelhos foram derrubados em uma região não muito distante de Grabova, local onde caiu o MH17 da Malaysia Airlines, na quinta-feira passada, provavelmente abatido por forças por um míssil.

Um porta-voz das operações militares ucranianas informou que os dois aviões de combate caíram próximos de Savur Mogila, em um pequeno cemitério na região de Shaktersky. Ele afirmou ainda não ter nenhuma informação sobre os pilotos das aeronaves.

As lideranças pró-russas negam ter mísseis que possam ultrapassar os 3 mil metros de altitude. No entanto, os caças abatidos hoje estavam a 5,2 mil metros. Já o boieng da Malaysia Airlines voava a 10 mil metros quando foi atingido por míssil.

De acordo com informações reunidas pelos serviços de investigação norte-americanos, no momento da queda do MH17, havia um lança-mísseis Bouk, também conhecido como SA 11 na região do leste da Ucrânia controlada pelo movimento separatista pró-russo. O mecanismo tem a capacidade de lançar projeteis a até 25 mil metros de altitude.

O exército ucraniano também informou ter abatido hoje o drone Orlan-10 nas proximidades da região de Donetsk, tomada pelos pró-russos.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI