Acesso ao principal conteúdo
Ucrânia/Conflito

Após sanções europeias, Rússia decreta embargo a frutas e legumes da Polônia

Mulher foge de casa após bombardeio no centro de Donetsk.
Mulher foge de casa após bombardeio no centro de Donetsk. REUTERS/Sergei Karpukhin
3 min

Um dia depois de ser objeto de novas sanções da União Europeia e dos Estados Unidos por seu papel na crise ucraniana, a Rússia declarou nesta quarta-feira (30) embargo às importações de frutas e legumes da Polônia. Na segunda-feira, Moscou havia alertado que tomaria a decisão de proibir as importações pela presença de "um inseto perigoso" nas plantações polonesas e "o desrespeito persistente de normas sanitárias".

Publicidade

Americanos e europeus adotaram ontem novas sanções contra a Rússia, que atingem setores-chave da economia, como bancos, companhias de petróleo e a indústria de armas. O presidente americano, Barack Obama, disse que o recrudescimento das sanções é o " caminho para a paz". Como já ocorreu no passado, a Rússia utiliza a arma da retaliação comercial para fazer pressão diplomática sobre os vizinhos europeus. 

A Austrália, aliada dos ocidentais, declarou hoje que a prioridade atual é ter acesso aos destroços do avião da Malaysia Ailines abatido por um míssil no leste da Ucrânia, no dia 17 de julho, e não endurecer as sanções contra a Rússia e os separatistas. Pelo quinto dia consecutivo, uma equipe de investigadores holandeses e australianos desistiu de visitar o local do acidente devido aos combates intensos entre soldados e separatistas.

Exército ucraniano registra novas vitórias

As forças ucranianas fecham o cerco aos separatistas de Donetsk, um dos principais bastiões da insurreição pró-russa. O Exército retomou hoje dos rebeldes a cidade de Avdiivka, a dez quilômetros de Donetsk, e lançou combates contra os insurgentes em Ilovaisk, um pouco mais distante, a vinte quilômetros.

O Estado-Maior ucraniano afirma ter sofrido ontem à noite vários ataques lançados da Rússia. Nesta manhã, uma coluna de sete tanques russos atravessou a fronteira, mas nenhum soldado ucraniano foi atingido.

O Exército ucraniano tem acumulado vitórias nas batalhas contra os pró-russos desde o início de julho, quando recuperou o controle de Slaviansk. As forças de Kiev avançam na direção dos dois últimos redutos insurgentes, Donetsk e Lugansk. Os combates em Lugansk mataram um civil nas últimas 24 horas.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.