Acesso ao principal conteúdo
Ucrânia/crise

PIB da Ucrânia pode cair 10% neste ano

Mulher atravessa uma rua em Slaviansk, no leste da Ucrânia, depois de bombardeios.
Mulher atravessa uma rua em Slaviansk, no leste da Ucrânia, depois de bombardeios. REUTERS/Shamil Zhumatov
Texto por: RFI
2 min

O recuo da economia ucraniana pode chegar a 10% no final deste ano. A projeção é do Banco Central do país e mostra uma queda muito mais acentuada do que a projetada pelo FMI (Fundo Monetário Internacional).  

Publicidade

O FMI prevê uma contração de 6,6% ao final de 2014, mas, segundo a diretora do Banco Central Ucraniano, Valeria Hontareva, essa queda “poderia ser de 9% e até de 10%”, declarou. No segundo trimestre deste ano, o PIB ucraniano caiu 2,3% ante o trimestre anterior. No acumulado de um ano, o recuo chega a 4,6%.

Para a diretora, essa queda é causada pela deterioração da situação no leste da Ucrânia onde os combates entre as tropas do governo e os separatistas continuam. Essa região do país é responsável por 16% do PIB ucraniano.

Desrespeito ao cessar-fogo

A Ucrânia acusou neste domingo (14) os separatistas pró-russos do leste do país de colocar em risco o processo de paz. O governo ucraniano e os rebeldes pró-russos concluíram um acordo de cessar-fogo no dia 5 de setembro. Mas, segundo Kiev, os separatistas têm intensificado os seus ataques contra posições ucranianas.

"Os atos dos terroristas ameaçam a realização do plano de paz do presidente ucraniano Petro Poroshenko”, declarou um porta-voz militar ucraniano, Volodymyr Poliovy. O porrta-voz apoiou suas afirmações citando as declarações de um líder rebelde, Bori Litvinov.

Litvinov afirmou neste domingo que os dois representantes dos insurgentes que assinaram o acordo de trégua, no dia 5 de setembro em Minsk, só agiam na qualidade de observadores.

 

 

 

 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.