Acesso ao principal conteúdo
Escócia/referendo

Após derrota no referendo, independentista escocês vai deixar cargo de premiê

O primeiro-ministro escocês, Alex Salmond, anunciou que vai renunciar ao cargo em novembro.
O primeiro-ministro escocês, Alex Salmond, anunciou que vai renunciar ao cargo em novembro. REUTERS/Russell Cheyne
2 min

O primeiro-ministro escocês, o separatista Alex Salmond, anunciou nesta sexta-feira (19) que deixará seu posto, assim como a liderança do Partido Nacional da Escócia (SNP), em novembro, depois do fracasso do "sim" no referendo de ontem. O "não" venceu no referendo com 55,3% dos votos, enquanto 44,7% dos escoceses optaram pelo "sim".

Publicidade

"Como líder, meu tempo está quase no fim, mas para a Escócia a campanha continua e o sonho nunca morrerá”, declarou Salmond em uma coletiva de imprensa. Ele acrescentou que será melhor para o partido, o parlamento e o país ficar sob uma nova liderança.

Salmond disse que não aceitará a nomeação como líder do Partido Nacional da Escócia na reunião anual que acontece em novembro. Nessa ocasião, ele vai renunciar ao cargo de primeiro-ministro. Muitos ativistas do “sim” receberam o resultado em lágrimas, mas Salmond pediu para que levassem em conta o grande número de votos para o sim – 1,6 milhão. “Perdemos o referendo, mas vamos levar adiante a iniciativa política”.

O resultado marca o fim da maior mobilização eleitoral da história do Reino Unido, com um comparecimento de 86% dos eleitores às urnas. É também o início de uma série de diálogos entre as autoridades para que os escoceses tenham mais autonomia política e econômica.

Reações

O premiê britânico, David Cameron, declarou estar “feliz” com o resultado. Para ele, o referendo mostrou um “resultado claro” e acrescentou: “agora o debate foi resolvido por pelo menos uma geração”.

O presidente dos EUA, Barack Obama, parabenizou a Escócia pelo referendo "apaixonado, mas pacífico", e pela decisão dos escoceses de permanecer como parte do Reino Unido.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.