Europa/Terrorismo

Reino Unido lança campanha para evitar atentados em solo britânico

A Grã-Bretanha lança nesta segunda-feira (24) uma campanha nacional de prevenção contra o terrorismo
A Grã-Bretanha lança nesta segunda-feira (24) uma campanha nacional de prevenção contra o terrorismo Reuters/Andrew Winning
4 min

Os serviços de segurança do Reino Unido começam nesta segunda-feira (24) uma campanha nacional de conscientização do terrorismo. Policiais de Londres e de outras partes do país vão visitar espaços públicos para conversar com a população sobre como cada um pode ajudar no combate à ameaça de ataques terroristas em solo britânico. Ao mesmo tempo, o Ministério do Interior apresenta uma proposta de lei para também aumentar a proteção dos cidadãos contra o terrorismo.

Publicidade

De Maria Luisa Cavalcanti, correspondente da RFI, em Londres,

O principal objetivo desta campanha é esclarecer a população em geral sobre como prevenir possíveis atentados terroristas. A polícia disse que pretende ir a escolas, universidades, aeroportos e shopping centers para conversar sobre os riscos representados por locais lotados e pelos grandes pontos de convergência do transporte público.

Esta campanha que está sendo lançada agora vem suplementar uma outra lançada dois anos atrás e que pede que a população telefone para uma linha especial da polícia quando tiver qualquer tipo de suspeita, mesmo a mais pequena. As forças de segurança dizem que qualquer informação é útil e que nenhum detalhe é insignificante.

Em agosto, as autoridades do Reino Unido elevaram o nível de alerta para ataques terroristas no país. E no domingo, o diretor da polícia disse que as forças de inteligência e segurança conseguiram evitar quatro ou cinco atentados neste ano, o que acabou gerando bastante repercussão.

O diretor da Polícia Metropolitana de Londres, Bernard Hogan-Howe, que é quem também comanda operações antiterroristas em todo o país, disse que normalmente a ação dos serviços de inteligência e de segurança consegue evitar uma média de um atentado por ano, mas que neste ano o número de possíveis atentados chegou a até cinco.

Ele afirmou ainda que a gravidade desses possíveis ataques também aumentou, e confirmou a suspeita de que hoje em dia haja mais terroristas agindo sozinhos ou em grupos bem pequenos no planejamento de um grande atentado.

O diretor da polícia acredita que essa mudança se deve ao número cada vez maior de cidadãos britânicos sendo recrutados para combater fora do país, especialmente ao lado do grupo Estado Islâmico na Síria e no Iraque. A polícia estima que até agora pelo menos 500 britânicos tenham feito isso. Mas um parlamentar trabalhista, Khalid Mahmoud, que é muçulmano, afirmou que esse número já chega perto de 2 mil.

Projeto para reforçar luta contra o terrorismo

Paralelamente à campanha antiterroista, o Ministério do Interior está apresentando um projeto de lei para reforçar a luta ao terrorismo. O projeto será apresentado ao Parlamento pela ministra do Interior, Theresa May, que espera que a aprovação seja feita rapidamente. A nova lei toma algumas medidas para impedir o financiamento de operações terroristas.

Um dos aspectos da legislação é criminalizar seguradoras que façam indenizações para empresas ou famílias que resolvam pagar o resgate de pessoas sequestradas por terroristas. A lei também quer tornar obrigatório o envolvimento de escolas, universidades e outras entidades públicas no combate ao terrorismo, através da conscientização e da disseminação de valores anti-extremistas.

Por fim, a lei ainda quer permitir que a polícia ganhe poderes para obrigar os provedores de internet a fornecer detalhes que possam ajudar a identificar suspeitos de terrorismo.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI