Grécia/Eleições

Parlamento da Grécia fracassa na 2ª tentativa de eleger presidente

O candidato do governo, Stavros Dimas, não obteve, mais uma vez, a maioria no Parlamento grego para se eleger presidente.
O candidato do governo, Stavros Dimas, não obteve, mais uma vez, a maioria no Parlamento grego para se eleger presidente. REUTERS/Alkis Konstantinidis/Files
Texto por: RFI
2 min

Pela segunda vez, os deputados gregos não conseguiram nesta terça-feira (23) definir um novo chefe de Estado para o país. Na semana passada, o candidato do governo, Stavros Dimas, obteve apenas apenas 160 votos, bem menos que os 200 necessários para se eleger.

Publicidade

Devido ao resultado de hoje, um terceiro turno será realizado no dia 29 de dezembro. Em caso de novo fracasso, eleições legislativas, inicialmente previstas para junho de 2016, deverão ser antecipadas para janeiro ou fevereiro de 2015.

Na Grécia, o chefe de Estado é eleito pelo parlamento. O ex-comissário europeu, Stavros Dimas é o candidato indicado pelo partido no poder, o Nova Democracia, do primeiro-ministro conservador Antonis Samaras.

Compra de votos

Nesta segunda-feira (22), a promotoria de Atenas rejeitou a denúncia de um deputado da oposição sobre compra de votos. Membro do partido "Gregos independentes", o deputado Pavlos Haikalis disse que um ex-conselheiro do premiê teria oferecido entre € 2 milhões e € 3 milhões para ele votar em Dimas. O promotor, no entanto, engavetou a denúncia por falta de provas.

Oposição favorita

O maior medo do governo é que o partido de esquerda e maior crítico da austeridade, o Syriza, saia vencedor das eleições legislativas antecipadas, como já apontam as pesquisas. A perspectiva assusta os mercados e os credores internacionais da Grécia.

Para Samaras, a eleição de Dimas é necessária para evitar um grande risco para o país. “Espero que no terceiro turno possamos evitar esse perigo nacional”, disse o premiê, após a divulgação dos resultados das eleições hoje.

 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI