Ucrânia/Rússia

Reunião em Berlim vai tratar de crise entre Ucrânia e Rússia

Ucrânia alega ter sido alvo de ataques de tropas russas. Na foto a cidade de Sartan, perto de Mariupol. 20/01/15
Ucrânia alega ter sido alvo de ataques de tropas russas. Na foto a cidade de Sartan, perto de Mariupol. 20/01/15 REUTERS/Nikolai Ryabchenko

Os ministros das Relações Exteriores da Ucrânia, Rússia, Alemanha e França se reúnem nesta quarta-feira (21), em Berlim, para tentar pôr fim a uma nova crise entre Kiev e Moscou. O novo momento de tensão surge após acusações da Ucrânia de que a Rússia teria atacado suas tropas no leste separatista do país.

Publicidade

Diante do agravamento da situação, o presidente ucraniano, Petro Porochenko, decidiu encurtar a sua estada em Davos, na Suíça, onde ele participaria do Fórum Econômico Mundial que começou hoje.

As forças ucranianas enfrentaram violências na noite de ontem (20) no aeroporto de Donetsk, onde os separatistas explodiram uma pista de pouso, segundo informações do ministério da Defesa. As tropas de Kiev também tiveram que se retirar de uma barreira próxima a Lougansk após um ataque do exército russo.

Posição de Moscou

Moscou desmentiu qualquer envolvimento. O presidente Vladimir Putin apenas afirmou que é possível que alguns russos participem dos combates por iniciativa própria.

Essas acusações de ataques por parte dos soldados russos são as primeiras após o acordo de paz de Minsk de 5 de setembro passado.Há alguns meses os países ocidentais já afirmavam que a Rússia havia deslocado tropas às autoproclamadas repúblicas de Lougansk e Donetsk.

Bombardeios da terça-feira em Donetsk deixaram cinco civis mortos e 29 feridos, segundo comunicado da administração do reduto separatista pró-russo.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI