Itália/Presidência

Juiz constitucionalista Sergio Mattarella é eleito presidente da Itália

O novo presidente italiano, Sergio Mattarella.
O novo presidente italiano, Sergio Mattarella. REUTERS/Remo Casilli
Texto por: RFI
3 min

O Parlamento italiano elegeu neste sábado (31) o constitucionalista Sergio Mattarella, de 73 anos, à presidência da Itália. Ele era o candidato do primeiro-ministro Matteo Renzi. Ao final de quatro turnos de votação, Mattarella obteve 505 votos dos 1.009 do grande colégio eleitoral, composto por deputados, senadores e representantes das diversas regiões italianas.

Publicidade

A eleição do novo presidente italiano foi transmitida ao vivo pela televisão. Logo que a maioria simples foi atingida, o placar de contagem dos votos parou e aplausos foram ouvidos no Parlamento. Os três primeiros turnos exigiam vitória por dois terços do plenário, enquanto no quarto turno apenas a maioria simples era necessária. A eleição foi convocada após a demissão, em 14 de janeiro passado, de Giorgio Napolitano.

O primeiro-ministro Matteo Renzi defendeu Mattarella para o posto por sua "ética e moralidade". Ele é o "homem da lei", costuma dizer o primeiro-ministro. A imprensa italiana também aprovou a indicação, lembrando que o jurista é de "integridade comprovada".

Mattarella, atualmente juiz da Corte Constitucional, será o 12° presidente da República italiana. Conhecido por sua devoção ao Direito, o constitucionalista enfrentou várias vezes o ex-premiê Silvio Berlusconi, que foi contra sua candidatura. Já os representantes do Partido Democrático, de Matteo Renzi, votaram por unanimidade no jurista, que teve longa carreira política no partido da Democracia Cristã.

O cargo de presidente é protocolar na Itália, mas a eleição de Mattarella consolida a autoridade de Renzi em seu partido e mostra a capacidade do primeiro-ministro de reunir uma maioria parlamentar que lhe será útil na aprovação de reformas. 

Longo histórico na política

O novo presidente italiano é filho de Bernardo Mattarella, um membro influente da Democracia Cristã na Sicília, que ocupou vários postos ministeriais nas décadas de 50 e 60. Diferentemente do pai, Sergio iniciou sua carreira como advogado e professor de Direito Parlamentar na Universidade de Palermo. Foi após o assassinato de seu irmão mais velho pela máfia, em 1980, que ele decidiu concorrer a um mandato legislativo.

Em 1983, Sergio Mattarella foi eleito deputado pela Democracia Cristã. A partir desse momento, iniciou uma trajetória política que o levou a participar da operação de "limpeza" da máfia nas instituições italianas. Nos anos 80, ele ocupou vários ministérios.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI