UE/Rússia

União Europeia irá prorrogar por mais seis meses sanções contra a Rússia

O presidente russo, Vladimir Putin.
O presidente russo, Vladimir Putin. REUTERS/Alexei Druzhinin/RIA Novosti/Pool

Embaixadores dos 28 países que compõem a União Europeia (UE) aprovaram a prorrogação por mais seis meses, até o dia 31 de janeiro de 2016, as sanções econômicas contra a Rússia, devido seu envolvimento no conflito ucraniano. A informação foi relevada por uma fonte diplomática à agência AFP.  

Publicidade

Inicialmente, as sanções foram impostas em julho de 2014 por um período de um ano, em represália à anexação da Crimeia pela Rússia e ao apoio de Moscou aos rebeldes separatistas do leste da Ucrânia.

A disposição do bloco em estender as sanções até janeiro do ano que vem mostra que os 28 países querem mostrar união, apesar da resistência de alguns governos de punir a Rússia, principal fornecedor de energia para o continente.

A decisão oficial de prorrogar as sanções por mais seis meses deverá ser adotada na próxima segunda-feira (22), em Luxemburgo, durante uma reunião dos ministros das Relações Exteriores do bloco.

A imprensa russa, citando o ministro das Finanças Anton Silouanov, afirma que o governo já levou em conta a decisão dos europeus em suas previsões econômicas.

Em resposta às sanções da União Europeia e dos Estados Unidos, a Rússia proibiu a importação de produtos alimentícios de vários países ocidentais.

Reunião de chanceleres

Os ministros das Relações Exteriores da Rússia, Ucrânia, Alemanha e França vão se reunir em Paris na terça-feira (23) para avaliar a situação no leste da Ucrânia, onde os combates têm se tornado mais violentos desde o início de junho, apesar do acordo para um cessar-fogo firmado em Minsk.

Segundo porta-voz da chancelaria francesa, o ministro Laurent Fabius irá avaliar com seus colegas a situação do leste da Ucrânia e também a implementação dos acordos assinados em 12 de fevereiro.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI