Acesso ao principal conteúdo
França

Macron pede esclarecimentos aos países do G5 Sahel

Presidente francês, Emmanuel Macron.
Presidente francês, Emmanuel Macron. REUTERS/Henry Nicholls
Texto por: RFI
2 min

O presidente francês condicionou a manutenção da força Barkane na região do sahel a uma clarificação dos países do G5. Em causa está um “movimento anti-França” que Emmanuel Macron quer esclararecer com os cinco países do G5 Sahel.

Publicidade

Emmanuel Macron quer que os países do G5 clarifiquem e formalizem o pedido sobre a manutenção da força Barkane na região.

O Presidente Francês disse que quer respostas claras e assumidas sobre essa questão, pois não não quer ver soldados franceses no Sahel, numa altura em que persiste a ambiguidade sobre os movimentos anti-França, movimentos que o chefe de Estado atribiu a responsáveis políticos.

As declarações de Macron acontecem nove dias após a morte de 13 soldados franceses no Mali. Os 13 militares perderam a vida na queda do helicóptero em que viajavam, no apoio aos comandos pára-quedistas, que perseguiam uma carrinha suspeita na zona fronteiriça entre o Niger e o Burkina Faso, uma região onde existem grupos jihadistas afiliados ao Estado Islâmico ou al-Qaida.

O Presidente francês convidou os chefes de Estado do G Sahel, da Mauritânia, Mali, Burquina Faso, Niger e Chade, para um encontro que terá lugar no próximo dia 16 de Dezembro, em Pau. A renião servirá para esclarecer a continuação da força Barkane na região
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.