França confirma terceira morte por coronavírus

Pessoas fazem filas do museu do Louvre quando os trabalhadores decidiram fecharam o museu durante uma reunião sobre o coronavírus, em Paris, 1 de Março de 2020.
Pessoas fazem filas do museu do Louvre quando os trabalhadores decidiram fecharam o museu durante uma reunião sobre o coronavírus, em Paris, 1 de Março de 2020. REUTERS/Gonzalo Fuentes

Foram registados 178 casos de contaminação desde o final de Fevereiro. Várias medidas foram anunciadas pelo executivo francês. Entre elas a proibição de aglomerações em espaços fechados com mais de 5 mil pessoas.

Publicidade

O director-geral de saúde francês contabilizou 130 infectadas desde finais de Janeiro pelo coronavírus, 30 nas últimas 24 horas. Doze pessoas foram curadas, três perderam a vida, 116 continuam de quarentena e nove pessoas estão em estado grave.

A França é o segundo país mais atingido pelo coronavírus na Europa e vive o estado dois da epidemia, numa escala de zero a três.

As medidas decretadas pelo executivo francês começam a sentir-se com a proibição de aglomeração de mais de 5 mil pessoas até 14 de Março.

Em Paris o Louvre, o museu mais visitado no mundo, continua esta segunda-feira com as portas fechadas. O salão do livro previsto para 20 a 23 deste mês foi anulado por representar riscos de propagação do vírus.

Segundo um estudo do diário Le Parisien, 61% dos franceses estão preocupados com a epidemia, especialmente em locais de grandes aglomerações como estádios desportivos, transportes, bares, exposições e cinemas.

A maioria da população, 57%, acredita que o governo francês está a ocultar informações importantes sobre a doença.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI