França

França fechada em casa sob ameaça de multa

Patrulha de polícia junto da Torre Eiffel, em Paris, a 17 de Março de 2020.
Patrulha de polícia junto da Torre Eiffel, em Paris, a 17 de Março de 2020. REUTERS - CHRISTIAN HARTMANN

Uma multa de 38 euros, que poderá passar a 135 euros: este é o montante que os franceses se arriscam a pagar se não obedecerem à limitação restrita das deslocações em vigor desde o meio dia. 100 000 polícias e guardas republicanos controlam a aplicação desta medida.Só na região de Paris 150 pontos de controlo foram implementados.

Publicidade

Para sair à rua é necessário munir-se de um atestado comprovando o motivo da deslocação e um documento de identificação.

O impresso em causa ficou online no site do Ministério do Interior e estipulava os motivos válidos para uma deslocação:

É o caso da deslocação entre casa e o trabalho quando não é possível trabalhar a partir de casa e com uma certidão da entidade empregadora.

Efectuar compras de primeira necessidade junto das lojas autorizadas a estar abertas é também um motivo válido, bem como deslocações por motivos de saúde.

A assistência a pessoas vulneráveis ou guardar os filhos também são deslocações toleradas.

Os franceses também podem sair à rua, perto de casa, para alguma actividade física ou tratar dos animais de estimação, porém toda e qualquer prática desportiva colectiva é estritamente proibida.

Desde a implementação desta medida os grandes eixos rodoviários de Paris, como os Campos Elíseos, estão irreconhecíveis, com uma circulação automóvel e de peões muito reduzida.

Conjunto de medidas decididas pelo executivo de Emmanuel Macron

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI