Acesso ao principal conteúdo
França/Economia

França agrava perspectivas e estima quebra do PIB de 11%

Ministro francês da Economia e Finanças, Bruno Le Maire, 25 de Março de 2020.
Ministro francês da Economia e Finanças, Bruno Le Maire, 25 de Março de 2020. Francois Mori/Pool via Reuters
Texto por: Lígia ANJOS
1 min

O ministro francês das Finanças reviu em baixa as próprias projecções do governo francês. Bruno Le Maire antecipa agora uma recessão de 11% em 2020, valor que compara com a quebra do PIB de 8% anteriormente estimada.

Publicidade

A projecção compara com a estimativa anterior segundo a qual o produto interno bruto (PIB) francês apresentaria uma queda de 8% em 2020, pelo que o governo de Édouard Philippe antecipa um impacto ainda maior decorrente dos efeitos económicos da pandemia da Covid-19.

"A economia praticamente parou durante três meses e iremos pagar por isso no que diz respeito ao crescimento económico”, afirmou o ministro francês da Economia e Finanças.

"O choque económico é extremamente brutal", mas "tenho a convicção absoluta de que vamos recuperar em 2021", garantiu Bruno Le Maire.

O plano de emergência económica em preparação vai basear-se na previsão revista de uma recessão de 11% em 2020.

O governo francês vai apostar em planos de apoio aos diversos sectores afectados pela crise; turismo, automóveis, aeronáutica. O  governo vai apresentar na próxima semana, no dia 10 de Junho, um novo projecto de orçamento rectificativo ao Conselho de Ministros.

O plano de recuperação será anunciado em Setembro com vista a acelerar a recuperação económica da França.

 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.