Acesso ao principal conteúdo
França

Elisabeth Moreno tomou posse como ministra em França "Podemos transformar destinos !"

Elisabeth Moreno, Ministra francesa da Igualdade entre Mulheres e Homens, em Paris a 7 de Julho de 2020, na entrada para o Conselho de Ministros.
Elisabeth Moreno, Ministra francesa da Igualdade entre Mulheres e Homens, em Paris a 7 de Julho de 2020, na entrada para o Conselho de Ministros. AFP - LUDOVIC MARIN
Texto por: Miguel Martins
3 min

Elisabeth Moreno tomou posse hoje em Paris como Ministra francesa da Igualdade entre mulheres e homens. A nativa da ilha cabo-verdiana de Santiago admitiu sentir-se orgulhosa por este marco no percurso efectuado desde que chegou a França aos 6 anos. Ouçamos um extracto da sua alocução de tomada de posse, minutos antes de participar no primeiro Conselho de ministros do governo de Jean Castex.

Publicidade

Foi ao início da tarde que teve lugar a passagem de testemunho em Paris entre a secretária de Estado cessante da Igualdade, Marlène Schiappa, para a agora Ministra da Igualdade entre mulheres e homens, diversidade e igualdade de oportunidades, Elisabeth Moreno.

A nativa da ilha cabo-verdiana de Santiago admitiu "não ser deste universo" devido à sua inexperiência política. Com um vasto currículo na área jurídica e empresarial ela cresceu em França num meio humilde de pais analfabetos.

O legado dos valores dos pais foi enaltecido pela interessada ao tomar posse, minutos antes do seu primeiro Conselho de ministros em Paris. 

Eis aqui a tradução de um extracto das suas declarações:

"A República pode estender a cada um a sua mão e isso não é uma quimera.

Quando o senhor Nicolas Ravel [da presidência francesa] me ligou no sábado à noite para Joanesburgo para me dizer que ele pensava confiar-me esta responsabilidade... as primeiras pessoas em quem pensei foram os meus pais !

Porque eles vieram para França, que o meu pai é operário e que a minha mãe foi mulher a dias a vida inteira.

Eles não me puderam ensinar quão importante é estudar e trabalhar com afinco na escola para se construir um futuro.

Mas eles transmitiram-me valores.

Valores de respeito do humano: seja quem for, independentemente das suas responsabilidades, sonhos e ambições !

E se alguma vez me tivessem dito que poderia um dia estar perante vós, e ao serviço da república francesa, acho que teria chorado de raiva porque teria pensado que estariam a fazer troça de mim.

Mas a beleza da vida é que enquanto estamos vivos podemos transformar destinos e espero que juntos vamos poder transformar o destino da França. Obrigada."

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.