Acesso ao principal conteúdo
Convidado

Macron em campanha para as presidenciais de 2022

Áudio 07:49
Desfile aéreo  sobre o Arco do Triunfo, durante a cerimónia do 14 de Julho.
Desfile aéreo sobre o Arco do Triunfo, durante a cerimónia do 14 de Julho. AFP - LUDOVIC MARIN
Por: Lígia ANJOS

O Presidente francês fez esta terça-feira o balanço do último três anos, num mandato marcado por diversas manifestações. Emmanuel Macron apresentou algumas linhas para o “novo caminho” a seguir até 2022.

Publicidade

Emmanuel Macron concedeu  uma entrevista à televisão privada TF1 e televisão pública France 2, nesta que é primeira entrevista televisiva desde 25 de Abril de 2019.

O Chefe de Estado francês reconheceu não ter conseguido ser um Presidente reconciliador com os franceses. Sobre a crise sanitária o Emmanuel Macron quer aplicar o uso de máscara de forma obrigatória nos espaços públicos fechados a partir do próximo dia 1 de Agosto e afirmou que “a França estará pronta no caso de uma nova vaga de Covid-19". 

Emmanuel Macron falou ao país este 14 de Julho, ou dia da Bastilha, celebrado este ano num formato reduzido devido à Covid-19. As celebrações não vão ter fogos de artifício nem bailes populares e o desfile militar manteve-se num formato reduzido.

"Não estamos no fim, mas sim na continuação de uma crise", lembra Luísa Semedo. A docente universitária em Clermont-Auvergne sublinha ainda que "Macron já entrou em campanha para as presidenciais de 2022".

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.