Acesso ao principal conteúdo
Vida em França

Paris Plages reinventa-se em tempos de covid-19

Áudio 07:16
Cinema ao ar livre na bacia de La Villette para a abertura da Paris Plage 2020
Cinema ao ar livre na bacia de La Villette para a abertura da Paris Plage 2020 © SortirAparis

Decorre na margem direita do rio Sena e na bacia de La Vilette a edição de 2020 da Paris Plages. Este ano, à areia, sol e biquíni junta-se a máscara e os pontos de lavagem e desinfecção das mãos.

Publicidade

A iniciativa decorre debaixo de apertada vigilância sanitária, numa altura em que as autoridades temem o aumento do número de casos de infectados pelo novo coronavírus.

O porte de máscara é fortemente recomendado no local e pontos de distribuição de gel desinfectante integram agora o cenário. Além disso, estão igualmente disponíveis vários “pontos sanitários” que permitem aos usufrutuários da Paris Plages lavar as mãos.

A praia estende-se da ponte das Artes até à ponte de Sully, na margem direita do Sena das 10h00 às 18h30, todos os dias. No XIX (19°) bairro da capital francesa, na bacia de La Villete, os veraneantes têm acesso a três piscinas gigantes, naturais e com diferentes profundidades. Para agradar a miúdos e graúdos, bem com às pessoas com mobilidade reduzida. Vigiadas o dia todo, as piscinas abrem das 11h00 às 20h30 e obrigam a rotações de 2h.

Locais para jogos, espreguiçadeiras ou actividades para crianças não faltam. Este ano, mais que nas edições anteriores, a organização aposta em actividades para os mais jovens, além das já habituais aulas de desporto.

Para nos falar sobre a edição deste ano da Paris Plages, a RFI ouviu Hermano Sanches Ruivo, vereador da Câmara Municipal de Paris. Confira aqui.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.