Vida em França

Sou Alam, o regresso aos palcos do cantor português e mirandês

Áudio 09:36
Sou Alam, artista luso-francês.
Sou Alam, artista luso-francês. © Cortesia David Rito

As actividades artísticas em França têm uma retoma um pouco aquém das expectativas, isto devido às medidas sanitárias cada vez mais drásticas e também ao medo que o público pode sentir por ficar em contacto com outras pessoas num recinto fechado.

Publicidade

O desconfinamento ocorreu em Maio, no entanto as actividades artísticas recomeçaram só em Julho. Desde então as críticas chovem sobre o Governo, visto que os profissionais dessas mesmas actividades querem medidas mais leves nos recintos de  concertos, espectáculos, ou ainda nos cinemas e museus.

No entanto com o recrudescimento de casos em França, várias províncias e distritos estão novamente em zona vermelha, o que significa que o vírus está activo e continua a circular.

Os artistas têm sofrido dessa falta de trabalho sobretudo ao nível financeiro. Sou Alam, de seu verdadeiro nome Alain Paulo, vai realizar o seu segundo concerto a 19 de Setembro na Comédia Nation em Paris.

Sou Alam, que nasceu em França em 1970, tem a particularidade de ser um artista que canta em português, mas também na língua específica da região de onde é originário em Portugal, o mirandês.

Para a RFI, o lusodescendente abordou as dificuldades que os cantores têm com a falta de concertos, começando por abordar esse regresso aos palcos a 19 de Setembro.

Sou Alam, artista luso-francês

Sou Alam, artista luso-francês.
Sou Alam, artista luso-francês. © Cortesia Sou Alam

Sou Alam, filho de imigrantes portugueses em França, vai interpretar a 19 de Setembro um repertório constituído de música de Zeca Afonso, mas igualmente de melodias em mirandês, segunda língua oficial de Portugal, o toque especial deste artista.

Vida Em França 10-09-2020 MM

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI