Acesso ao principal conteúdo
Convidado

Amnistia Internacional acusa França de por "iato na lei" reprimir manifestantes pacíficos

Áudio 06:16
Confrontos entre manifestantes e CRS, designação em França da polícia de choque e anti-motim.
Confrontos entre manifestantes e CRS, designação em França da polícia de choque e anti-motim. REUTERS/Eric Gaillard

A ong de defesa dos direitos humanos Amnistia Internacional publicou a 29 de Setembro, um relatório no qual denuncia o uso excessivo da força pela polícia em França e mais de 40 mil detenções arbitràrias, perseguições e multas a manifestantes pacificos, jornalistas e membros de ONGs de 2018 até hoje.Pedro Neto director-executivo da Amnistia Internacional em Portugal, refere que estas condenações são exercidas com base em "iatos na legislação" francesa, que permitem restringir os direitos à liberdade de reunião e de expressão. 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.