Acesso ao principal conteúdo
França/Covid

França: recolher obrigatório em Paris e grandes cidades a partir de sábado

Presidente francês Emmanuel Macron fala à nação a 14 de Outubro de 2020.
Presidente francês Emmanuel Macron fala à nação a 14 de Outubro de 2020. France 2
Texto por: Miguel Martins
4 min

A região de Paris e uma série de outras oito grandes cidades francesas vão ficar sujeitas a um recolher obrigatório entre as 21 horas e as 6 da manhã para tentar combater a explosão do número de casos de Covid-19 por pelo menos quatro semanas. 22 000 novas infecções foram registadas durante as últimas 48 horas.

Publicidade

A França volta ao estado de emergência sanitária desde sábado e com recolher obrigatório nocturno por, pelo menos quatro semanas, em Paris e outras oito grandes cidades francesas.

Emmanuel Macron afirma que esta medida foi tomada por a epidemia de novo coronavírus ter atingido proporções "preocupantes" e sublinhou que os números relativos à entrada de doentes em reanimação nos hospitais não têm parado de aumentar e não haver camas em reserva.

Multas de 135 euros serão aplicadas em caso de desrespeito do dispositivo, em caso de novo desrespeito da regra a multa fica cifrada em 1 500 euros.

O presidente francês especificou que autorizações excepcionais serão concedidas para as pessoas que trabalham além das 21 horas.

Macron pretende alargar este novo dispositivo até 1de Dezembro, caso o Parlamento o autorize.

Não haverá, porém, restrições quanto à circulação dos transportes nem às deslocações entre províncias, pelo que o chefe de Estado francês se afirmou confiante quanto ao facto de que as pessoas possam gozar as suas férias do período de Todos os Santos, no início de Novembro.

O inquilino do Palácio do Eliseu pediu também que os franceses não sejam mais do que seis à mesa no restaurante ou em reuniões privadas e apelou ao uso da máscara.

Segundo Macron seria, porém, disproporcionado voltar a confinar toda a França.

Eis um excerto do anúncio deste recolher obrigatório por parte de Emmanuel Macron:

"O recolher obrigatório é uma medida pertinente.

Vimo-lo especificamente na Guiana, permitiu abrandar a circulação do vírus.

O que nos permitiu ser eficazes foi o abrandamento dos contactos sociais no distrito de Mayenne, mas também na Guadalupe, muito severamente afectada e que está a conseguir precisamente reduzir a circulação do vírus.

Decidimo-nos por um recolher obrigatório que se vai aplicar à região de Paris, onde o vírus circula de forma muito activa, e a outras oito grandes cidades de França.

As áreas metropolitanas de Grenoble, Lille, Lyon, Aix Marselha, Montpellier, Rouen, Saint Etienne e Toulouse.

Este recolher obrigatório é para ser observado entre as 21 horas e as 6 da manhã e ele vai começar a partir das 0 horas deste sábado."

Emmanuel Macron, presidente francês a 14/10/2020

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.