Acesso ao principal conteúdo
França

Restauração volta a ser impactada com recolher obrigatório

Área da restauração volta a sentir impacto das medidas governamentais.
Área da restauração volta a sentir impacto das medidas governamentais. AFP
Texto por: Lígia ANJOS
3 min

A partir a meia-noite desta sexta-feira, 16 de Outubro, 20 milhões de pessoas em nove cidades francesas devem respeitar o recolher obrigatório imposto pelo governo francês.

Publicidade

A área da restauração vai sentir efeitos directos com o recolher obrigatório imposto pelo executivo francês.

"Já estávamos à espera. Parece ser uma medida média que nos permite não fechar totalmente  e temos que aceitar e organizar as coisas de forma a poder trabalhar o máximo possível", explicou Edgar Ferreira, proprietário dos restaurantes Nossa em Paris.

Edgar Ferreira é dono de vários restaurantes na capital francesa e vê-se obrigado a criar uma nova organização para se adaptar às novas imposições do governo francês. 

"As primeiras medidas foram todas a semana passada", lembra Edgar Ferreira. "São medidas fizeram-nos perder duas ou três mesas por restaurante. A partir de amanhã vamos perder uma hora de serviço", acrescenta.

Paris e oito cidades estão em alerta máximo, pelo que "às 21h, cada um deve fechar-se em casa" indicou esta quinta-feira o primeiro-ministro francês Jean Castex, durante uma conferência de imprensa com quatro dos seus ministros.

Estes distritos, que concentram 20 milhões de habitantes, são os mais atingidos pela epidemia, pelo que o recolher obrigatório vai ser instaurado a partir deste sábado à meia-noite, "para uma duração no mínimo de quatro semanas », « ou mais, se o Parlamento o validar".

Também Londres reforça medidas preventivas à propagação da Covid-19 e vai aplicar a partir de amanhã aos seus nove milhões de habitantes a proibição de encontros em espaços fechados com amigos ou familiares.

 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.